<
>

Em depoimento, Najila diz que íntegra de vídeo com Neymar estava em tablet furtado

play
Mulher que acusa Neymar de estupro passa mal em depoimento e deixa delegacia no colo de advogado (0:17)

Najila Trindade foi encaminhada para um hospital em São Paulo (0:17)

Em seu depoimento à polícia nesta sexta-feira, Najila Trindade, a modelo que acusa Neymar de estupro, disse que não poderia entregar a íntegra do vídeo do segundo encontro com o jogador pois o mesmo se encontrava em um tablet que foi furtado.

A TV Globo teve acesso ao depoimento da modelo. Segunda ela, o tablet estava no apartamento onde ela morava e que foi arrombado no começo desta semana.

A única parte do vídeo que é de conhecimento público é o trecho que foi revelado no começo da semana, onde ela e Neymar aparecem juntos no quarto de hotel em Paris e Najila agride Neymar na ocasião. Os outros seis minutos são desconhecidos.

Os investigadores perguntaram se as imagens não estariam guardadas no servidor de alguma empresa de tecnologia. E a modelo não soube responder.

Najila disse que não registrou o furto do tablet porque não sabe ao certo o que foi levado do apartamento. Só deu falta do tablet, de um relógio e de uma quantia em dinheiro que estava numa bolsa.

Um setor da polícia, especializado em encontrar a impressões digitais, analisou as marcas encontradas na porta do apartamento de Najila. Só encontraram impressões digitais dela e da empregada.

Depois de prestar depoimento, Najila deixou a delegacia carregada e foi encaminhada ao hospital por estar passando mal.

Entenda o caso

Neymar foi acusado de estupro Najila Trindade Mendes de Souza, que registrou boletim de ocorrência na sexta-feira 31 de maio, revelado pelo ESPN.com.br no sábado 1º de junho, na 6ª Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher (DDM), na zona Sul de São Paulo.

Segundo o documento, ela alegou ter conhecido o jogador de Paris Saint-Germain e seleção brasileira nas redes sociais. E no dia 12 de maio, um assessor identificado como Gallo entrou em contato fornecendo passagens e hospedagem para ela em Paris, na França, para onde embarcou no dia 14 e chegou no dia 15.

A mulher afirmou ter ficado no Hotel Sofitel Paris Arc Du Triumphe e recebido o atleta de 27 anos por volta de 20h locais do mesmo dia 15. Segundo ela, o jogador chegou “aparentemente embriagado”. “Começaram a conversar, trocaram carícias, porém, em determinado momento, Neymar se tornou agressivo e, mediante violência, praticou relação sexual.”

Tanto Neymar, por meio de vídeo em uma rede social – que depois o tirou do ar - na qual expôs as conversas com a mulher, quanto seu pai, Neymar da Silva Santos, em duas entrevistas à TV Bandeirantes, uma por telefone e a outra participando ao vivo de um programa, negam que tenha havido estupro. Eles confirmam que houve relação sexual, mas que a mesma foi consensual.