<
>

Cerro Porteño perde para o Zamora e complica Atlético-MG por vaga na Sul-Americana

play
Nicola fala sobre negativa de Ceni ao Atlético-MG e diz que valores de Osório assustaram o clube (1:33)

Comentarista afirmou que Tiago Nunes e Sampaoli também rejeitaram a oferta de comandar a equipe (1:33)

Nesta quinta-feira, o Cerro Porteño visitou o Zamora, no Estádio La Carolina, em Barinas, na Venezuela, pelo complemento da quinta rodada do Grupo E da Copa Libertadores, e perdeu por 2 a 1. O resultado complicou um time brasileiro: o Atlético-MG.

O Atlético-MG, que já está matematicamente eliminado da Libertadores, ainda briga para ficar em terceiro do grupo para garantir uma vaga na atual edição da Copa Sul-Americana. Com o triunfo, os venezuelanos conseguiram a primeira vitória na competição e ultrapassaram os mineiros. Os dois tem os mesmos três pontos, mas a equipe de Minas tem pior saldo de gols. Os dois terão um confronto direto na terça-feira, dia 7 de maio, às 19h15 (de Brasília), na Venezuela.

Por outro lado, o Cerro, já classificado para as oitavas, ainda luta pela liderança do grupo E. A equipe paraguaia tem o mesmo número de pontos, 12, que o Nacional do Uruguai e melhor saldo de gols, por isso segue com a primeira colocação. Na última e sexta rodada da fase de grupos da Libertadores, os dois irão se enfrentar em solo uruguaio, na terça-feira, dia 7 de maio, às 19h15 (de Brasília).

O Zamora abriu o placar praticamente no último minuto da primeira etapa, aos 46 minutos, com Ignacio González Barón convertendo pênalti. No minuto anterior, o zagueiro do Cerro, Salustiano Candia, tocou com a mão na bola dentro da área. O árbitro assinalou a penalidade e expulsou o defensor. Na cobrança, o uruguaio chutou forte e balançou a rede.

Já na segunda etapa, os venezuelanos ampliaram o marcador aos 6 minutos. Depois de boa troca de passes, Guillermo Paiva deixou Pedro Ramirez em boa condição. Na entrada da área, o meia bateu firme e fez o segundo do Zamora.

O Cerro descontou aos 13 minutos da etapa final. Após cobrança de falta de Federico Carrizo, o atacante Nelson Valdez cabeceou para o fundo da meta e marcou para os paraguaios.