<
>

Brasileirão: com um a menos desde o início, Botafogo consegue virada heroica em cima do Inter no Beira-Rio em jogo cheio de polêmicas

Com um a menos, o Botafogo venceu o Internacional de virada por 3 a 2 no Beira-Rio


Vitória MAIÚSCULA! O Botafogo saiu atrás, mas mesmo com um a menos durante praticamente todo o jogo, virou e venceu o Internacional por 3 a 2, neste domingo (19), em pleno Beira-Rio, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Alvinegro perdeu Philipe Sampaio, expulso aos três minutos, viu o time da casa abrir 2 a 0, mas buscou a virada e derrotou o Colorado.

Se em Porto Alegre a noite foi fria com temperatura em torno de 10 graus, dentro de campo de campo o clima esquentou...

Logo no início do jogo, aos seis minutos, o árbitro marcou um pênalti polêmico a favor do Inter. No lance, a bola bate na barriga do zagueiro Philipe Sampaio, que acabou expulso, após revisão do VAR. Edenílson converteu e fez 1 a 0 para o time colorado. Logo depois, o técnico Luís Castro ainda recebeu cartão vermelho por reclamação.

Bastaram apenas quatro minutos para o Inter ampliar o placar com Bustos. Com boa vantagem, a equipe gaúcha trocava passes e administrava a partida. Até que aos 18, Vinicius Lopes aproveitou os erros da defesa adversária para descontar para os alvinegros. A partir de então, os dois times tiveram chances de marcar, mas desperdiçaram.

Assim como na etapa inicial, o segundo tempo também foi agitado e repleto de polêmicas no Beira-Rio. Logo aos 10, Edenílson lançou para Alemão, que dominou com a mão e tocou na saída de Gatito. No entanto, o árbitro anulou o gol colorado.

Mesmo com um a menos desde o início da partida, o Botafogo chegou ao empate aos 13 minutos. Após cobrança de escanteio, Carli escorou para Erison, que deixou tudo igual. Minutos depois, o Alvinegro teve a chance da virada, mas Erison parou em uma grande defesa de Daniel.

Do outro lado, Gatito também se destacou. Com o jogo completamente aberto o camisa 1 do Botafogo operou milagres seguidos nos minutos finais. No primeiro, ele defendeu um chute de Pedro Henrique quase que à queima roupa. Depois, catou o arremate de Alemão, que ainda pegou na trave e não entrou.

Aos 47, em mais um lance polêmico, Mercado encobriu Gatito após cobrança de falta de De Pena. No entanto, após revisão do VAR, o gol foi anulado por impedimento. No lance, Mercado levou vermelho por reclamação.

Até que aos 55 minutos, em um contra-ataque veloz, De Pena cortou a bola dentro da área, mas Hugo, na sobra, mandou para o fundo das redes para fazer 3 a 2.

Cenas lamentáveis...

Após o apito final, uma briga generalizada se instaurou no gramado do Beira-Rio. A partida terminou com muita confusão após o gol marcado por Hugo já nos acréscimos. Enquanto Cadorini Lucas Piazón batiam boca, David, acertou o jogador alvinegro, que saiu de campo imobilizado.

Situação do campeonato

Com o resultado, o Botafogo pulou para a 7ª posição com 18 pontos. Já o Inter caiu para 5º com 21.

O cara: Gatito

O camisa 1 foi um verdadeiro paredão fechando o gol e impedindo uma vitória colorada com pelo menos três grandes defesas.

Foi mal: arbitragem

Sávio Pereira Sampaio foi o grande protagonista do jogo. Só que de forma negativa. Aos 6 minutos, Alan Patrick se livrou da marcação, tentou encobrir Gatito, e a bola bateu na barriga de Philipe Sampaio, próximo ao braço. O árbitro marcou escanteio, mas após ser chamado pelo VAR, marcou pênalti um tanto quanto polêmico para o Inter, que acabou convertido por Edenílson. O juiz ainda expulsou Sampaio no lance e mostrou cartão vermelho ao técnico Luís Castro por reclamação.

John Textor, dono da SAF alvinegra, se revoltou nas redes sociais contra a arbitragem.

Do lado do Inter, os jogadores também reclamaram de uma falta de Klaus em Alemão dentro da área aos 20 do segundo tempo e do gol de Mercado anulado aos 47.

Próximos jogos

O Inter volta a campo na sexta-feira (24) para enfrentar o Coritiba às 21h30 (de Brasília) no Beira-Rio. Já o Botafogo terá o clássico contra o Fluminense no domingo (26), às 16h (de Brasília), no Maracanã.

Ficha técnica

Internacional 2 x 3 Botafogo

GOLS: Edenílson (9' do 1ºT), Bustos (14' do 1ºT), Vinícius Lopes (19' do 1ºT), Erison (13' do 2ºT), Hugo (55' do 2ºT)

INTERNACIONAL: Daniel; Bustos (Matheus Cadorini), Vitão, Mercado e Moisés (Maurício); Gabriel, Edenílson e Alan Patrick (Taison); Carlos de Pena, David (Pedro Henrique) e Wanderson (Alemão). Técnico: Mano Menezes.

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Philipe Sampaio, Joel Carli e Klaus; Saravia, Kayque, Patrick de Paula, Lucas Piazon e Hugo; Vinícius Lopes (Daniel Borges) e Erison (Matheus Nascimento). Técnico: Luís Castro.