<
>

Com um a menos, Santos é 'salvo' por gol de Goulart no fim, vence o Fluminense-PI nos pênaltis e avança na Copa do Brasil

No Estádio Albertão, em Teresina, o Santos levou a melhor sobre o Fluminense-PI nos pênaltis e avançou para a terceira fase da competição na estreia do técnico Fabián Bustos


Foi com emoção, mas o Santos está classificado para a terceira fase da Copa do Brasil. Nesta terça-feira (8), no Estádio Albertão, em Teresina, no Piauí, pela segunda fase da competição, o Peixe não teve vida fácil contra o Fluminense-PI e, mesmo com um a menos, conseguiu a classificação nos pênaltis, após empate em 1 a 1 no tempo nornal.

A partida também marcou a estreia do técnico argentino Fabián Bustos, anunciado no final de fevereiro como substituto de Fábio Carille. O novo comandante, porém, não teve a mais tranquila das estreias.

Desde o primeiro tempo, o Santos sofreu com o gramado do Albertão, que piorou no segundo tempo com a chuva que caiu em Teresina, e finalizou poucas vezes para o gol. Quem aproveitou foram os donos da casa, que chegaram mais vezes com perigo e abriram o placar no finalzinho da primeira etapa, e em grande estilo.

Aos 41 minutos, após cobrança de lateral no ataque do Fluminense, Eduardo aparou a bola de cabeça, e Mário Sérgio aproveitou. O atacante matou no peito e finalizou para o gol, com muita categoria, para fazer 1 a 0.

Santos tem gol anulado no 2° tempo, mas chega ao empate e vence nos pênaltis

Na volta do intervalo, Bustos fez logo de cara as suas primeiras duas substituições como técnico do Peixe: saíram Vinicius Balieiro e Sandry, para as entradas de Auro e Zanocelo, respectivamente.

Aos 3 minutos do primeiro tempo, o Santos chegou a empatar a partida, mas teve gol anulado. Ricardo Goulart ganhou disputa pela esquerda e tocou para o gol. A bola já tomava a direção do gol, mas Marcos Leonardo desviou e balançou as redes antes. Entretanto, a arbitragem viu impedimento do atacante no lance e anulou.

Vale lembrar que, assim como nos últimos anos, as primeiras fases da Copa do Brasil não contam com o auxílio do VAR.

Aos 16 minutos, o Santos voltou a levar um susto do Fluminense-PI, que quase fez o segundo, mas João Paulo fez grande defesa após finalização quase à queima-roupa de William Salvino.

Aos 29 minutos, Camacho ainda foi expulso, depois de levar o segundo cartão amarelo, e deixou o Santos com 10 em campo até o final.

E mesmo em desvantagem, o Santos chegou ao empate nos minutos finais. Aos 37 minutos, Ricardo Goulart recebeu enfiada de bola perfeita de Pirani, avançou em direção à área e tocou na saída do goleiro do Fluminense-PI, fazendo o 1 a 1.

Com o empate persistindo até o final do tempo regulamentar, a definição foi para a loteria dos pênaltis. O Santos converteu as duas primeiras cobranças e viu o Fluminense-PI perder a segunda, com Mazinho, mas Pirani perdeu logo em seguida, com Michel voltando a deixar a série empatada.

Lucas Braga, Tarcísio, Lucas Barbosa converteram suas suas cobranças na sequência, e o drama continuou, já que a série foi para as alternadas. Entretanto, Lucas Pires converteu e, logo em seguida, Ramon errou, acertando a bola no travessão, e o Santos venceu por 5 a 4 nos pênaltis, se classificando.

Situação no campeonato

Com a classificação, o Santos embolsou R$ 1,5 milhão e segue vive na disputa, enquanto Fluminense-PI, da 4ª Divisão, foi eliminado na segunda fase, em sua primeira participação na Copa do Brasil.

Agora, o Peixe aguarda pelo sorteio do próximo dia 25 de março para conhecer o seu adversário na próxima fase da competição, quando entram mais 12 clubes na disputa, incluindo os clubes da Conmebol Libertadores 2022.

Troca de roupa no intervalo

O Peixe foi a campo com o seu terceiro uniforme (camisa e calção), de cor preta, mas só utilizou a camisa durante os primeiros 45 minutos. Isso porque, como a camisa utilizada pelo Fluminense-PI também era em tom escuro, o clube paulista precisou voltar para o segundo tempo com o seu primeiro uniforme, tradicional, branco.

O cara: Ricardo Goulart

O jogador do Santos foi o grande nome da classificação santista. No segundo tempo, anotou o gol que levou a definição para os pênaltis, dando uma sobrevida à sua equipe, que perdia por 1 a 0, e também bateu muito bem a sua cobrança na marca da cal. Foi o melhor em campo.

Foi mal: Camacho

Aos 29 minutos do segundo tempo, o meio-campista por pouco comprometeu a vida do Santos no Albertão. Camacho cometeu falta em William Salvino e, como já tinha cartão amarelo, foi amarelado novamente com isso expulso de campo, deixando o Peixe com 10 em campo até o final. Para a sua sorte, Goulart empatou no final, levando para os pênaltis, onde a classificação foi conquistas.

Próximos jogos

O Peixe agora volta a campo no domingo (13), às 18h30, para clássico contra o Palmeiras, no Allianz Parque, pelo Paulistão. Já o Fluminense, tem compromisso no sábado (12), em casa contra o Altos, pelo Campeonato Piauiense.

Ficha técnica

Fluminense-PI 1 x 1 (4 x 5 pen.) Santos

GOLS: Fluminense-PI: Mário Sérgio (42' 1°T); Santos: Ricardo Goulart (37' 2°T)

PÊNALTIS:

Santos: Goulart (O), Zanocelo (O), Pirani (X), Lucas Braga (O), Lucas Barbosa (O) e Lucas Pires (O)

Fluminense-PI: Eduardo (O), Mazinho (X), Michel (O), Tarcísio (O), Thiaguinho (O) e Ramon (X)

FLUMINENSE-PI: Nícolas; Gean, Ramon, Michel e Tiaguinho; Mazinho , Sapé (Maurício), Janeudo (Waldir) e Bismarck (William); Mário Sérgio (Tarcísio) e Eduardo; . Técnico: Marcelo Vilar.

SANTOS: João Paulo; Vinicius Balieiro (Auro); Kaiky, Bauermann e Lucas Pires; Camacho, Sandry (Zanocelo) e Ricardo Goulart; Ângelo (Lucas Barbosa), Marcos Guilherme (Lucas Braga) e Marcos Leonardo. Técnico: Fabián Bustos.