<
>

Raikkonen lembra quando ficou 16 dias bebendo entre GPs da Fórmula 1: 'Metade das coisas foram as pessoas que me contaram'

play
Relembre as trapalhadas da Ferrari (até agora) na temporada 2019 da Fórmula 1 (0:42)

Equipe italiana não está correspondendo às expectativas (0:42)

O finlandês Kimi Raikkonen revelou que o episódio em que passou 16 dias seguidos bebendo entres dois Grandes Prêmios da Fórmula 1 não foi o único em sua carreira.

Em entrevista ao portal espanhol motorsport.com, o piloto reconheceu o acontecimento e assumiu que não foi a primeira vez que fez algo do tipo.

"Eu não conseguia lembrar. Metade das coisas foram as pessoas que me contaram. Nós tínhamos acabado de passar pela Europa e nos divertimos um pouco. O que tem de mau? Não há nada de errado com isso. Isso era normal e acontecia o tempo todo. Não foi a única vez que fiz algo assim, me diverti", disse.

No ano passado, o piloto lançou um livro chamado “O desconhecido Kimi Raikkonen”, no qual conta a sua história. Na publicação, ele diz que passou os 16 dias entre os GPs de Bahrein e Barcelona, em 2013, fazendo festa e consumindo álcool.

Na entrevista, o piloto da Alfa Romeo Racing falou que não faria aquilo novamente: "Depois de 16 dias bebendo não me sinto tão bem como antes".

Raikkonen ainda comentou sobre a importância da família na mudança de seu estilo de vida.

"Agora eu tenho uma família e nada me estressa tão facilmente. Minha vida hoje é mais completa do que antes. Passar tempo com as crianças e a família é mais importante para mim", afirmou.