<
>

Vettel sai furioso após ter vitória na F-1 'roubada' no Canadá e tem cena icônica antes de pódio

O final de prova para lá de polêmico no GP de Canadá de Fórmula 1.

Sebastian Vettel venceria de ponta a ponta a corrida no circuito Gilles Villeneuve, mas uma manobra considerada imprudente pelos comissários após escapar da pista lhe custaram 5s de acréscimo ao tempo final, o que lhe tirou o triunfo - Lewis Hamilton foi beneficiado e acabou ganhando.

"É sério, é que não tinha onde ir, não sabia onde estava Lewis, que queria que fizesse, vinha da grama e não tinha controle do carro", falou o tetracampeão no rádio para seu engenheiro. "Estou concentrado, mas estão nos roubando a corrida!".

"Não, não, assim não, tem que estar cego para ver que se vou na grama posso fazer outra coisa que não evitar ir contra o muro, isso não é justo", continuou.

A reação do piloto ferrarista após o GP foi incrível: parou o carro fora da área para os três primeiros colocados (Charles Leclerc ficou em terceiro) e passou direto para o escritório da Ferrari completamente irritado.

Depois, voltou para a concentração do pódio, mas com uma cena icônica - tirou a placa de número 1 da frente do carro de Lewis Hamilton e colocou no local onde deveria estar o seu. A placa com o número 2 foi para a Mercedes do britânico.

O "climão" ficou evidente antes e durante o pódio, quando Hamilton chamou Vettel para ficar no primeiro lugar ao seu lado. Questionado sobre o resultado, o piloto da Ferrari disse: “Pergunte às pessoas o que elas pensam”.