<
>

Fórmula1: Com punição polêmica, Hamilton supera Vettel, vence GP do Canadá e dispara na liderança da F-1

O Grande Premio do Canadá esteve nas mãos de Sebastian Vettel, mas um vacilo o ofereceu a Lewis Hamilton. O alemão terminou a corrida em Montreal na primeira colocação, mas uma punição sofrida já nas voltas finais deu a vitória ao britânico. A terceira colocação ficou com Charles LeClerc, confirmando a posição de grid.

Esta foi a quinta vitória de Hamilton na temporada, ampliando o domínio da Mercedes que figurou no topo dos sete pódios de 2019. Com o triunfo, o britânico dispara mais ainda na liderança e vai a 162 pontos. Na segunda colocação geral aparece o finlandês Valteri Bottas - 4º colocado em Montreal - com 132. Vettel é o terceiro com 100.

O resultado do GP do Canadá foi no mínimo polêmico. Na ocasião, Vettel foi para a grama e voltou com o carro para pista, isso acabou deslocando Hamilton e o inglês quase foi para o muro. A direção de prova entendeu que a conduta do alemão foi imprudente e impôs uma punição de cinco segundos pós-corrida ao piloto.

Na sequência, Vettel tentou acelerar para se recuperar, mas o inglês não permitiu. Hamilton também forçou nas voltas finais, chegou a se aproximar muito do alemão e garantiu a vitória.

Fora isso, a corrida vinha se mostrando segura para os três primeiros do grid de largada, mas polêmica decisão alterou os lugares do pódio. LeClerc, por sua vez, fez um Grande Prêmio consistente e confirmou sua terceira colocação. Fechando o top 5 no Canadá, Max Verstappen, que havia largado em nono, fez uma boa corrida e ganhou quatro posições.