<
>

Detona substituirá Isurus na seletiva final para Flashpoint de Counter-Strike

Detona foi uma das equipes convidadas para as seletivas do Major Felipe Guerra / Gamers Club

O Brasil terá dois representantes na seletiva final para a primeira edição do Flashpoint de Counter-Strike: Global Offensive. Equipe que terminou o classificatório sul-americano em 3º lugar, Detona herdou a vaga que pertencia a Isurus, que desistiu em prol da participação no qualificatório válido pelo Major que será disputado no Rio de Janeiro em maio.

A presença da Detona na seletiva já vinha sendo especulada desde que Isurus revelou que estava desistindo da Flashpoint, sendo a substituição oficializada pelo comitê organizador nesta sexta-feira (21).

Além disso, na opinião da comunidade, a participação da equipe liderada por tiburci0 deixa claro que v$m não será liberado pela Valve e, por isso, o time optou por continua na disputa pela vaga na recém-criada liga.

A seletiva final para o Flashpoint está marcada para ser disputada de 3 a 5 de março, nos Estados Unidos, com a participação de oito equipes, com duas destas convidadas: BIG e Copenhagen Flames. Além de Detona e Redemption, também conquistaram vagas Avez e Skade, ambas da Europa, Chaos e Orgless, que são da América do Norte.

Antes elogiada por trazer para a América do Sul uma seletiva da liga, a Flashpoint passou a ser severamente criticada por ter se omitido em resolver o conflito de datas com as seletivas para o Major. Problema este que levou equipes desistirem de participarem da liga, como fez Isurus.

Agora confirmada na seletiva final, Detona quase que também ficou imposibilitada de disputar as seletivas para Flashpoint. Tudo por conta do VAC Ban recebido por v$m no final de 2018. O jogador, contudo, foi liberado após o comitê organizador mudar certas regras da etapa clasificatória.