<
>

Detona, Isurus e W7M abrem nova temporada do Clutch de Counter-Strike dividindo a liderança

Detona de tiburci0 estreou no Clutch 2020 com o pé direito Rafael Veiga / Draft5

Reformulado, o Clutch de Counter-Strike: Global Offensive voltou com tudo. Das quatro séries que abriram a segunda edição da competição, apenas uma terminou em empate, sendo esta a protagonizada por Red Canids Kalunga e Vivo Keyd. Vencedores nos respectivos duelos, Detona, Isurus Gaming e W7M Gaming fecharam a rodada inaugural dividindo a liderança.

Red Canids e Keyd abriram a competição na quarta-feira (12). Não se importando que o adversário é o atual vice-campeão, o Guerreiros foram pra cima da Matilha na Vertigo e, com um íncrivel 13 a 2, fecharam a primeira metade liderando o placar. A Red reagiu, o que deixou o duelo deverás emocionante. Mas nos rounds finais mawth e companhia não vacilaram e fecharam o jogo em 16 a 14.

A derrota no mapa anterior serviu para acordar a Red, que teve um desempenho muito melhor na Train. Isso fica evidente na sequência de 12 pontos marcados pela equipe na primeira metade, a qual venceu por 14 a 1. Diferente do que aconteceu na Vertigo, a Keyd não teve força para reagir. A equipe até venceu o pistol, mas a Matilha tratou logo de fechar o jogo em 16 a 2, resultado este que fez a série terminar empatada.

Também na quarta, Isurus e Alma Gaming se enfrentaram. Mapa que abriu a série, Overpass foi o mais disputado da série. Alma começou melhor, chegando a vencer por 7 a 3, mas Isurus virou e fechou a primeira metade na frente por 8 a 7. A desvantagem não desanimou o time do jovem nqz, que esboçou uma reação mas insuficiente para virar. Vitória para o time argentino por 16 a 12.

Na Train, o confronto desequilibrou contra a Alma. Isurus abriu o mapa com uma boa sequência e fechou a primeira metade vencendo por 10 a 5. Desta vez, nqz não esboçaram uma reação sequer. Marcando seis pontos seguidos sem dificuldade, o "tiburón" fechou o placar em 16 a 5 e a série em 2 a 0.

Também estreante nessa segunda edição do Clutch, Soberano ficou frente a frente com a Detona, equipe que fechou 2019 com o vice da Gamers Club Masters. O time liderado por tiburci0 não tomou conhecimento do adversário em nenhum dos dois mapas. Na Nuke, os Pitbulls rapidamente conseguiram fechar a primeira metade em 12 a 3 e liquidar a fatura, sem qualquer tipo de contestação, por 16 a 3.

O mesmo aconteceu na Train. Detona dominou a primeira metade por completo, a qual venceu por 12 a 3. Soberano até chegou a marcar um ponto jogando de CT, mas muito pouco do que a equipe precisava para virar no placar: 2 a 0 para tirbuci0 e companhia após um 16 a 4.

Confronto que estava sendo apontado como o mais equilibrado da Semana 1, o duelo entre Bravos e W7M terminou bem diferente do que parte da comunidade imaginava. Os Bulls doutrinaram a estreante na primeira metade da Inferno com um 11 a 4. De CT, a equipe não passou por dificuldades para fechar o jogo em 16 a 4.

A série seguiu para Nuke, que foi um pouco mais disputado. Bravos iniciou o mapa marcando os primeiros pontos e fechou a metade inicial vencendo pela diferença mínima de 8 a 7. Mas a W7M logo virou para 12 a 8 e, ponto a ponto, viu a vantagem indo por água abaixo até que com uma boa sequência de quatro rounds vencidos fechou o jogo em 16 a 12.

PRÓXIMA RODADA

A segunda semana de jogos já começa na segunda-feira (17) com W7M e Soberano se enfrentando a partir das 18h15 (de Brasília). Às 20h30 do mesmo dia, Bravos duelo contra Vivo Keyd. Já na quarta-feira (19), Detona enfrenta Alma às 18h15 e Isurus joga contra Red Canids às 20h30.

CLUTCH EM 2020

Se na última temporada o Clutch foi oficializado como um circuito composto por três competições, nesta temporada o nome do evento passou a ser utilizado para denonimar a competição voltada para o cenário nacional ainda sendo organizada em parceria por BBL e Gamers Club.

Os oito participantes vão se enfrentar em séries melhor de dois (md2), durante sete semanas na BBL Arena, em São Paulo. Os quatro primeiros colocados avançam para o mata-mata, com o campeão garantindo o prêmio de R$ 65 mil e vaga no torneio internacional Moche XL 2020.

Além disso, os times que terminarem a primeira etapa deste ano vão garantir vaga na Gamers Club Masters V, enquanto os demais times precisarão disputar a seletiva. Já os dois últimos colocados terão que disputar a repescagem com os melhores do Circuito Dell a fim de tentarem a permanência na competição.