<
>

Fixa fala sobre responsabilidade de ser capitão do Corinthians no Free Fire: 'Estão puxando minha orelha'

play
'Fé na frente': Fixa acredita que Corinthians vai se recuperar e chegar ao topo da LBFF (2:50)

Jogador diz ainda que as novas táticas do time serão aprimoradas nas próximas quedas (2:50)

O Corinthians ainda não mostrou a que veio na Liga Brasileira de Free Fire (LBFF). Das 24 quedas já disputadas em duas semanas, o Timão só conquistou um BOOYAH, desempenho este que colocou a equipe na modesta 7ª colocação e já fez os torcedores alvinegros cobrarem apresentações melhores, como revela Fixa ao ESPN Esports Brasil.

O jogador aponta que ser capitão de uma equipe do tamanho do Corinthians coloca sobre os próprios ombros "muita responsabilidade" e revela que torcedores já "estão puxando muito a minha orelha pedindo para mudarmos nossas táticas".

"Os outros times estão estudando bastante a gente e tudo o que eu tento fazer, o pessoal já está de olho. Mas se tudo der certo na próxima semana, pegaremos o 'Top 4'", promete.

Após passar em branco na semana de abertura da competição, o atual campeão mundial de Free Fire, enfim, gritou BOOYAH na liga brasileira. Na opinião de Fixa a vitória se deve muito ao fato de Pires ter atuado como técnico do time nas quedas disputadas no domingo (9) por conta da ausência do treinador Luciano Fausto.

"Devido a problemas familiares nosso técnico não pôde comparecer nesse domingo. Botamos o Pires como técnico e, depois das quatro primeiras quedas, ele jogou nas duas últimas e nos ajudou dizendo o que deveríamos fazer. Deu certo e por pouco não conseguimos dois BOOYAH", analisa.

Devido as fortes chuvas que atingiram São Paulo, a terceira semana da LBFF foi adiada. Isso porque, conforme confirmado pela Garena, o estúdio que recebe a competição foi "impactado pela inundação". A data de retorno ainda não foi revelada.