<
>

WESG cancela seletiva do Ásia-Pacífico devido ao surto de coronavírus na região

WESG é um dos maiores eventos de esportes eletrônicos WESG

Antes marcada para ser disputada de 16 a 18 de fevereiro, a seletiva destinada a região do Ásia-Pacífico para a fase final do torneio de Counter-Strike: Global Offensive do World Electronic Sports Games (WESG) foi cancelada. A decisão é tomada devido a epidemia do coronavírus que a China vem vivenciando desde dezembro, a qual fez com que o país colocasse duas cidades em quarentena.

"A doença que vem sendo chamada de coronavírus está se tornando uma epidemia e, numa tentativa de limitar as viagens internacionais para controlar a propagação do vírus, estamos anunciando o cancelamento das finais da seletiva do WESG destinado a Ásia-Pacífico", escreveu o comitê organizador no site oficial da competição.

A organização prometeu que dará mais notícias "à medida que a situação se desenvolve", mas não deu maiores detalhes sobre novas datas e local da seletiva.

Esta é a segunda mudança que a seletiva sofre. Ainda em dezembro, os responsáveis pelo WESG não só adiaram o classificatório, de 3 a 5 de janeiro para a data até então atual, como também mexeram na sede, que ante era Kuala Lumpur, na Malásia, e passou a ser Macau. A justificativa dada foi um problema não especificado que o comitê organizador enfrentou com aqueles iam realizar o qualificatório em território malaio.

A seletiva destinada a Ásia-Pacífico estava com 16 equipes confirmadas, provenientes de classificatórios disputados em várias regiões do continente, e ia levar o campeão e o vice para a fase final do WESG. Considerado como a Olimpíada dos esportes eletrônicos, o WESG vem sendo realizado desde 2016. Neste ano a cidade de Chongqing, na China, foi a escolhida para receber a fase final com torneios de Counter-Strike, Dota 2, Fifa e StarCraft II.

Nesta temporada o Rio de Janeiro sediará a fase final da seletiva destinada a Ámerica Latina, que ainda não teve data confirmada.

CORONAVÍRUS

Cidade habitada por 11 milhões de pessoas, Wuhan, na China, vem sendo considerado o local de origem do coronavírus. Nesta quinta-feira (23) a comissão de saúde chinesa revelou a confirmação de 571 casos em 25 províncias, sendo destes 95 casos graves e 17 mortes. Além destes, outros 393 casos estão sendo investigados.

Fora da China, há casos confirmados em Taiwan (1), Estados Unidos (1), Japão (1), Coreia do Sul (1), Hong Kong (2), Macau (2) e Tailândia (3).

Além de Wuhan, a cidade de Huanggang, na qual habitam 7,5 milhões de pessoas, também foi colocada em quarentena com o objetivo de conter a epidemia do vírus.

No Brasil, nessa quarta-feira (22), o caso envolvendo uma mulher internada em Belo Horizonte foi classificado como "suspeito de coronavírus" pela Secretaria Estadual de Saúde do Estado de Minas Gerais. Contudo, no mesmo dia, o Ministério da Saúde informou, por meio de nota, "que não á detecção de nenhum caso no Brasil".