<
>

Havan Liberty fez oferta à KaBuM visando contratação de dyNquedo

dyNquedo recebeu proposta da Havan, recusada pela KaBuM Riot Games

Um dos integrantes da equipe de League of Legends da KaBuM que estão com contrato próximo de expirar, dyNquedo está sendo cobiçado por outros times do cenário brasileiro. O ESPN Esports Brasil apurou que a participante do Circuito Desafiante, Havan Liberty Gaming, é uma das interessadas no meio.

As informações obtidas pela reportagem mostram, inclusive, que a Havan fez uma proposta à KaBuM pelo jogador, que foi recusada com a alegação de que a organização não possui o interesse de vender o meio.

DyNquedo foi contratado pela KaBuM em outubro de 2017 após se destacar na segunda etapa daquele ano do Circuito Desafiante vestindo a camisa da Operation Kino (OPK). Em dois anos defendendo os alaranjados, o meio ajudou a organização a conquistar dois títulos de CBLoL, na última temporada, e ainda representou o clube tanto no Mid-Season Invitational (MSI), como também no Campeonato Mundial.

O banco de contratos disponibilizado pela Riot Games mostra que o vínculo de dyNquedo com a KaBuM se encerra no dia 18 deste mês, mesmo dia em que também acaba o contrato de Ranger com a organização. O caçador vive situação diferente do meio. Conforme revelado pelo ESPN Esports Brasil, na última semana, o jogador não deve renovar com o clube e está sendo disputado no mercado tanto por equipes do CBLoL, como também do Circuitão.

Na segunda etapa deste ano do Circuitão, Havan utilizou tockers durante todas as partidas que disputou, apesar de também ter inscrito Kales para a rota central. A equipe ainda conta com Thunder para a posição

A reportagem entrou em contato com a Havan Liberty, que confirmou que "houve um contato nosso com a KaBuM visando a contratação de dyNquedo, mas a KaBuM não demonstrou interesse em negociar o jogador". Já a KaBuM declarou que " qualquer posicionamento oficial envolvendo a sua sua line-up prosseguirá com as devidas informações assim que as mesmas forem de fato concluídas e/ou validadas em contrato - mantendo o seu compromisso em respeitar as normas anti-poaching da Riot e legislação vigente". O time também agradeceu "pela oportunidade de resposta" e disse que divulgará mais esclarecimentos em breve.

COMO ESTÁ A KABUM ATUALMENTE

A formação que levou a KaBuM ao terceiro lugar da segunda etapa do CBLoL 2019 já sofreu uma baixa. O topo sul-coreano Wizer decidiu que quer seguir a carreira no próprio país e retornou para o Sandbox, clube o qual emprestou o jogador a organização brasileira. Quem também deixou a equipe, por motivo parecido, foi o treinador coreano Hiro.

Em contrapartida, a organização revelou recentemente o investimento numa equipe secundária, chamada de KaBuM Academy, a qual disputará a Superliga 2019 e é composta por Yupps (Top), Vasto (Caçador), Tutsz (Meio), Disave (Atirador) e ProDelta (Suporte).