<
>

Passaporte carimbado: Panamenho Doomsnake faz seu nome pelo mundo jogando Street Fighter

O panamenho Doomsnake, competidor de Street Fighter. Reprodução

Em um circuito de proporções mundiais como a Capcom Pro Tour, poucos podem ter a oportunidade de constantemente viajar e competir ao redor do mundo. E no quesito rodar o mundo e competir em alto nível, um dos nomes que mais se destaca é o de Doomsnake.

O jogador panamenho tem se mantido consistentemente como um dos maiores jogadores da América Latina: atualmente o primeiro no ranking latino-americano da CPT, Doomsnake vem figurando entre os seis melhores da CPT LATAM há três anos, tendo ficado no Top 5 de todos os Eventos de Ranking que disputou.

AS MIL E UMA VIAGENS

Quando questionado sobre todas as vezes que viajou para competir, Doomsnake até demora para lembrar. “Brasil, claro… Califórnia, Daytona, Las Vegas, Colômbia, México, Costa Rica, Argentina, Porto Rico, Peru, República Dominicana, claro, e mais uns oito ou nove estados norte-americanos”, falou ao ESPN Esports Brasil durante o Fight in Rio 2019.

O panamenho explicou que por pouco não foi para Europa esse ano: “Eu esperava ir para a Europa em 2019, mas como eu tenho apenas mais duas viagens, eu vou tentar ir para a Europa no ano que vem”. Ao falar sobre o lugar que ainda quer ir, é enfático: “Ásia. Eu realmente quero ir para lá. Já estive no Japão, mas não para competir, fui pelo turismo. Eu quero ir para lugares como Filipinas, Japão de novo, Coreia…”.

Doomsnake destaca que a viagem mais especial foi para Las Vegas. Na ocasião, ele competiu no evento Open Premier da América do Norte e ficou no Top 12. “O Panama é como uma pequena Miami Beach, então nada nos Estados Unidos foi muito diferente para mim, mas Las Vegas tem tantas festas, tantos hotéis grandes… É um lugar incrível, com pessoas incríveis, e estar lá foi bem louco”, pontuou.

O jogador também explicou como faz tantas viagens internacionais: “Eu tenho a sorte de ter a minha própria empresa. É um negócio familiar de materiais para casa e construção - portas, janelas, etc -, então eu sou o meu próprio chefe. Posso viajar quando quiser, não preciso pedir permissão, e meu patrocinador adora isso, porque o contrato me permite viajar para até 15 lugares por ano. Isso é um ótimo negócio, porque existem tantos players excelentes que são patrocinados, mas não podem viajar para outros lugares. E nesse caso, isso não é um problema, é fácil para mim”.

AS AMIZADES FEITAS AO REDOR DO MUNDO

Doomsnake também falou sobre ajudar outros players em suas viagens. Estando presente e reconhecendo as dificuldades de se competir na região, ele está sempre disposto a colaborar como puder.

“Eu sempre ajudo eles”, afirmou. “Vários amigos me perguntam se podem dividir quarto comigo nas viagens, e eu sempre ajudo - comigo, tem sempre um lugar sobrando. Eu amo ajudar”.

Sendo um dos jogadores de Vega mais fortes do planeta, ele também aproveita as oportunidades para passar adiante seus conhecimentos sobre o personagem: “Eles às vezes me pedem ajuda sobre como jogar o matchup (de Vega), e eu sempre treino com eles, colaboro com eles, tentando melhorar”.

E quem acompanha a Capcom Pro Tour sabe que, além de Doomsnake, outro jogador que parece onipresente é Jiewa. Só este ano, o chinês já competiu na Austrália, República Dominicana, Estados Unidos, França e Taiwan, aparecendo ao redor das quatro regiões da CPT desde 2016.

Como não poderia deixar de ser, perguntei para Doomsnake qual dos dois era melhor em viajar e competir: “Ele é meu amigo!”, explicou o panamenho. “Hoje, eu diria que sou eu, por conta dos pontos. Nos últimos anos, eu tenho feito mais pontos (na Capcom Pro Tour) do que ele, mas na República Dominicana (no torneio Game Over) ele jogou de forma espetacular, realmente OP. Eu o parabenizei, porque ele estava jogando de uma forma insana. Naquele fim de semana, ele estava muito melhor do que eu, mas nesse momento? Eu acho que sou eu”, diz com uma risada.

Após o quinto lugar no Fight in Rio no último final de semana, o próximo compromisso internacional de Doomsnake é a EVO 2019, entre 2 e 4 de agosto, onde buscará mais pontos para a CPT.