<
>

Chadwick Boseman, ator que interpretou Pantera Negra e lenda da MLB símbolo da luta contra o racismo, morre aos 43 anos

Chadwick Bosman, ator norte-americano conhecido mundialmente principalmente por interpretar o Pantera Negra, personagem da Marvel, nos cinemas, morreu nesta sexta-feira, aos 43 anos de idade, vítima de um câncer.

A notícia veio com imensa surpresa, já que Bosman nunca havia tornado público que havia contraído câncer de cólon em 2016. A doença progrediu do estágio III para o IV, e o ator não resistiu.

"Um verdadeiro lutador, Chadwick perseverou durante tudo isso, e trouxe ao público muitos dos filmes que vocês passaram a amar. Muitos deles foram filmados durante e nos intervalos de inúmeras cirurgia. Ele morreu em casa, acompanhado de sua mulher e família", diz a nota no Twitter oficial do ator.

Além do Pantera Negra, Boseman também interpretou um grande personagem do esporte na luta contra o racismo: o ex-jogador de beisebol Jackie Robinson.

Robinson sofreu com preconceito na sua carreira na MLB, inclusive com atentados de violência enquanto estava em campo, e lutou contra o racismo. Desde 1997 a liga de beisebol aposentou o número 42 de todas as suas franquias e o dia 15 de abril ficou conhecido como "Jackie Robinson day", onde todos os atletas da MLB usam a camisa 42 nas costas.

Boseman interpretou Robinson no filme "42", de 2013. Curiosamente, em 2020 o Jackie Robinson day foi comemorado justamente na sexta-feira, data de morte do ator.

Ele também deu vida nos cinemas a James Brown, ícone da música, em "Get On up", de 2014.

Alguns atletas do esporte lamentaram a morte de Boseman nesta sexta-feira, como Kevin Love, do Cleveland Cavaliers, e Michael Thomas, do New Orleans Saints.

"Não pode ser", disse Love.

"2020 tem sido maluco", postou Thomas.

No All-Star Game da NBA em 2018, em Los Angeles, o armador do Indiana Pacers Victor Oladipo participou do concurso de enterradas com a máscara do Pantera Negra.

O jogador e o ator chegaram a se cumprimentar à época.