<
>

MLB: O que se sabe, ou não, sobre o retorno da liga em 2020

Os proprietários de franquias da Major League Baseball votaram por unanimidade para prosseguir com a temporada 2020 da MLB sob os termos do seu acordo de 26 de março com a MLB Players Association, disse a liga em comunicado na noite da última segunda-feira, depois que o conselho executivo do sindicato votou contra a mais recente oferta da MLB de uma temporada com 60 partidas com playoffs expandidos.

Embora o acordo ainda tenha obstáculos a serem resolvidos antes do início do Spring Training 2.0, este é o maior passo para responder à pergunta sobre quando o Opening Day será disputado. Os repórteres da ESPN Bradford Doolittle, Jesse Rogers e Alden González explicam tudo o que você precisa saber sobre o anúncio da tabela, a probabilidade de que isso realmente leve o beisebol a ser jogado em breve e como os jogos podem ser quando tudo recomeçar.

Fatos rápidos da temporada 2020:

Número de jogos: 60 jogos

Dia de abertura: por volta de 24 de julho

Spring Training: 1° de julho - A MLB perguntou à MLBPA na segunda-feira se os jogadores poderão se apresentar para o treinamento em suas respectivas cidades dentro de sete dias, até 1° de julho.

Número de equipes nos playoffs: 10

Estrutura salarial: total proporcional, o que em 60 jogos significa que os jogadores receberão cerca de 37% do salário de toda a temporada, desde que a programação seja tabela seja concluída.

É assim que o beisebol vai funcionar

O que faz uma temporada de 60 jogos funcionar, e quais serão os maiores desafios?

Os maiores desafios giram em torno da saúde dos jogadores - isso inclui preocupações com coronavírus e lesões normais no beisebol. Uma lesão oblíqua pode manter o jogador afastado por 4-8 semanas ou mais – isso é quase a temporada inteira. Os caras vão se esforçar para voltar mais cedo ou ser mais cautelosos ao pensar em seu futuro? Ambas as opções podem ser verdadeiras, pois todos os jogadores virão na temporada mais curta com uma perspectiva diferente. A boa notícia é que os arremessadores veteranos, especialmente os titulares, não terão que segurar para a sequência final – porque ela já começa agora. Se os caras estiverem em forma, vamos ver o melhor deles.

O que vem a seguir agora que um cronograma está sendo implementado?

Spring Training 2.0. Isso começará em cerca de uma semana, pois os jogadores precisarão viajar para suas cidades, se ainda não estiverem nelas. Alguns precisarão encontrar lugar para morar, de modo que muita coisa deve acontecer em um curto período de tempo. Novas regras em campo para 2020 precisam ser decididas – e rapidamente.

Essas medidas sendo tomadas garante 100% que teremos temporada de beisebol?

A menos que os jogadores entrem em greve - o que é extremamente improvável -, sim, teremos uma temporada.

Como uma queixa da MLBPA pode afetar a temporada 2020?

Não deve ter nenhum efeito, pois essas coisas levam muito tempo para serem resolvidas. Estamos falando de anos, que se sobrepõem às negociações iminentes da CBA.

Como serão os playoffs nesse formato?

Com o resultado final de tudo sendo uma temporada implementada por Rob Manfred, terminamos com o mesmo formato de playoff que tivemos desde que o sistema de wildcards foi adotado para a temporada de 2012. Uma das coisas que o sindicato negou ao aderir aos termos do contrato de 26 de março foi o desejo dos proprietários de um formato de playoff expandido.

Basta dizer que será uma “mini-temporada” combinada com um jogo de wildcard e uma chave que pode estar cheio de equipes medíocres não é o resultado ideal. Com uma chave de 16 equipes, pelo menos teria aumentado a probabilidade de as melhores equipes de beisebol avançarem para outubro. É claro que essas equipes ainda poderiam ter sido eliminadas por uma equipe abaixo dos 50% de aproveitamento em uma série curta. De qualquer maneira, se você preceder qualquer tipo de formato de playoff do beisebol com uma mini-temporada, não há muita integridade competitiva nos procedimentos.

E quanto às grandes mudanças em campo?

A MLB e o sindicato concordaram anteriormente em adotar a regra das ligas menores para entradas extras, começando a cada meia-entrada após o nono com um corredor na segunda base, de acordo com uma matéria do USA Today. A regra é definida apenas para a temporada regular e - por enquanto, pelo menos - para apenas 2020. O corredor designado o jogador que fez a eliminação final na meia-entrada anterior. O arremessador não seria cobrado por uma corrida se esse corredor cruzasse o home plate; seria pontuado como se aquele corredor chegasse lá por erro, de acordo com o USA Today.

Quando os campos de treinamento de pré-temporada começaram e onde as equipes treinam?

O comissário perguntou ao sindicato se pode determinar que todos os jogadores podem se apresentar até 1° de julho. Após uma série de testes positivos da COVID-19 no final da semana passada, Manfred fechou as instalações de Spring Training no Arizona e na Flórida. Agora, as equipes voltam para suas cidades para realizar um treinamento rápido e incerto no início do verão para ser mais preciso. Espera-se que esse período dure três semanas. O que ainda precisa ser esclarecido: e as equipes (Marlins, Rays, Diamondbacks) que ficam em Flórida e Arizona? E quanto a outras equipes em estados com grandes números, como o Texas? E o Toronto Blue Jays? Na semana passada, o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau anunciou que o fechamento da fronteira entre EUA e Canadá seria estendido para 21 de julho, e não há garantia de que não será estendido por mais tempo. Por enquanto, os Blue Jays não podem treinar em suas instalações na Flórida. Seu afiliado da Triple A (Buffalo, Nova York) não fica muito longe de Toronto, portanto essa pode ser a resposta.

E o recente aumento nos casos de coronavírus e os testes positivos dos jogadores da MLB?

Com os números aumentando em cerca de metade dos estados em todo o país, de acordo com reportagens desta segunda-feira, a única mudança tangível nos últimos dias foi a decisão da MLB de fechar todos os complexos de Spring Training na Flórida e no Arizona. As equipes agora treinam em suas cidades de origem, enquanto lutam para implementar um sistema mais formal e universal de protocolos.

O maior problema não é específico do beisebol: o que acontece se os números retornarem a um padrão de propagação exponencial? Por enquanto, o beisebol e os outros esportes precisam prosseguir como se fossem capazes de jogar em um país recém-reaberto. Com vários testes positivos surgindo nos últimos dias, fica claro que a MLB e a MLBPA estarão lutando contra a pandemia tanto quanto lutaram entre si nos últimos meses.

O que sabemos sobre o protocolo de saúde e segurança?

Vamos descobrir quais mudanças foram feitas no documento original de 67 páginas da MLB se os jogadores assinarem nos próximos dias. Entre os pontos principais desse plano inicial:

• Jogadores e outros membros da equipe que não participam do jogo ficarão nas arquibancadas, separados por pelo menos um metro e oitenta. Eles aplicariam os mesmos padrões de distanciamento no hino nacional.

• Sem cumprimentos ou abraços.

• A grande tradição de hábitos grosseiros está em pausa: sem cuspir, mastigar tabaco ou sementes de girassol ou qualquer combinação dos mesmos.

• Uma distância mínima entre jogadores de base, defensores, treinadores e árbitros em campo será incentivada o máximo possível.

• Uma bola será jogada fora depois de ter sido tocada por vários jogadores.

• Os banhos pós-jogo são desencorajados, assim como o uso de táxis e jogadores dando caronas um para os outros.

• Os jogadores terão suas temperaturas tiradas várias vezes por dia e farão o teste de coronavírus várias vezes por semana. Qualquer pessoa que testar positivo será imediatamente colocada em quarentena. Serão necessários dois testes negativos para um possível retorno.