<
>

Chadwick Boseman: as homenagens do mundo do esporte ao 'Pantera Negra'

A morte precoce de Chadwick Boseman, aos 43 anos, chocou a todos. O ator não resistiu a uma longa batalha contra um câncer de cólon detectado em 2016 e faleceu na última sexta-feira.

Imortalizado como intérprete do "Pantera Negra" nos filmes do Universo Marvel, ele também atuou na biografia de Jackie Robinson ("42"), o primeiro negro a jogar na Major League Baseball (MLB).

Personalidades do esporte prestam diversas homenagens a Chadwick Boseman, seja nas redes sociais ou mesmo em seus campos de atuação.

Lewis Hamilton, por exemplo, conquistou a pole position para o GP da Bélgica da Fórmula 1 e fez o gesto eternizado pelo "Pantera Negra" ao sair de sua Mercedes.

"Acordei com a triste notícia da morte de Chadwick. Essa notícia realmente me quebrou. Ele era uma luz tão brilhante: Wakanda Forever. Eu só queria sair hoje e dirigir até a perfeição", afirmou o britânico, também pioneiro no automobilismo.

Em seu Instagram, o hexacampeão continuou: "Eu quero dedicar esta pole a Chadwick. Este tem sido um ano pesado para todos nós, mas ouvir essa notícia nesta manhã realmente doeu. O que ele conquistou, e o legado que ele deixa, é tão incrível para mim. Ele inspirou uma geração inteira de jovens meninos e meninas negros e os deu a eles um verdadeiro super-herói para admirar. Descanse no poder, meu amigo".

O atacante Pierre-Emerick Aubameyang, do Arsenal, celebrou o primeiro gol da Supercopa da Inglaterra contra o Liverpool, neste sábado, fazendo o mesmo gesto - o que já havia feito em 2019 ao marcar em jogo da Europa League.

Veja abaixo outras homenagens a Chadwick Boseman

Serena Williams

Você trouxe milhões e milhões de pessoas juntas para serem entretidas, educadas, para vermos nós mesmos, nos fazer rir, sorrir e sentir empoderados. Obrigada. Chadwick para sempre.

Jordan Clarkson

O jogador do Utah Jazz postou um stories do Instagram: "Rápida lição de vida. Eu me lembro de quando ele postou este vídeo sobre o Dia Jackie Robinson. As mídias sociais tiraram sarro dele dizendo que parecia como um viciado em crack e coisas dessas natureza. Agora nós descobrimos hoje que ele morreu. Nós nunca sabemos a luta de cada um. Exemplo clássico disso".

Dwayne Wade

Megan Rapinoe

MLB

Nós estamos devastados pela trágica perda de Chadwick Boseman. Sua performance transcedental em "42" vai durar além do tempo e serviu como um veículo poderoso para contar a história de Jackie para audiências pelas gerações seguintes.

Kylian Mbappé