<
>

Ídolo de Anderson Silva, medalhista olímpico, rapper, ator e mais: quem é Roy Jones Jr., o homem que desafiará Mike Tyson

play
Conheça o Capitão Gancho, rival de Mike Tyson no seu retorno: maior ídolo de Anderson Silva, rapper, ator e medalhista olímpico (1:57)

Roy Jones Jr. enfrentará a lenda viva Mike Tyson em 12 de setembro (1:57)

Mike Tyson está de volta! A lenda do boxe está se preparando para retornar há meses, e agora sabemos onde, quando e contra quem será sua reestreia.

Aos 54 anos, Iron Mike enfrentará Roy Jones Jr. em uma luta de 8 rounds, no dia 12 de setembro. O duelo acontecerá na Dignity Health Sports Arena, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Mas fã do esporte, você sabe quem é o desafiador, ou melhor, o Capitão Gancho?

play
1:11

'Olhe o que vou fazer com você... vou te arrebentar na frente de todo mundo': o trailer da luta entre Mike Tyson e Roy Jones Jr.

Aos 54 anos, Tyson retornará aos ringues; luta acontecerá no dia 12 de setembro

O apelido é intuitivo, mas não, ele não tem um gancho no lugar da mão, e sim um gancho capaz de nocautear qualquer pessoa.

Roy é apenas três anos mais novo que Mike, e sua última luta foi em 2018: uma vitória contra Scott Sigmon. E isso algo que ele sabe fazer muito bem: vencer. Em toda sua carreira profissional, que começou em 1989, ele venceu 69 das suas 75 lutas, e 47 delas foram por nocaute (71,2% das vitórias).

Mas o Capitão Gancho já fazia barulho no mundo da luta antes disso. Por exemplo, em 1988 foi às Olimpíadas de Seúl e voltou para os EUA com a medalha de prata da categoria super-médio.

O boxe corre nas veias da família, e Roy Jones Sr., o pai, também calçava as luvas e subia no ringue. Veterano da Guerra do Vietnã, ele não teve o sucesso do filho no esporte, mas chegou a lutar no card preliminar de um evento que contava com a lenda Sugar Ray Leonard. Depois disso, teve seu próprio ginásio de boxe, outra semelhança entre ambos, já que Roy Jones Jr. atualmente dá aulas.

O duelo contra Mike Tyson será inédito, mas já quase aconteceu... Há 17 anos! Em 2003, Jones recusou uma proposta de 40 milhões de dólares, além dos ganhos via pay-per-view, para encarar quem hoje é seu próximo adversário.

Ídolo de Anderson Silva e possível rival

Anderson Silva, lenda do MMA, já declarou mais de uma vez que o Capitão Gancho é seu grande ídolo e que sonha em enfrentá-lo. Como esperado, começaram discussões se o duelo seria no ringue ou no octógono, mas o longo contrato do brasileiro com o UFC freou de vez as especulações.

Apesar disso, hora ou outra essa conversa volta. Em 2009, Jones foi à Filadélfia e viu a vitória de Anderson sobre Forrest Griffin no UFC 101. Após o duelo, o pugilista não poupou elogios ao brasileiro e disse saber que ambos queriam essa luta há muito tempo.

Em 2017, participando de um programa de rádio, Roy afirmou que "lutaria amanhã" com Anderson, mas o contrato do Spider com o Ultimate complicava a situação. O brasileiro, então, respondeu: "Isso é tudo que quero há anos, será um prazer. Te respeito e admiro muito. Vamos fazer isso acontecer".

No ano seguinte, Roy afirmou que voltaria da aposentadoria para encarar Silva, mas apesar disso tudo, até hoje a luta não rolou - e agora o Capitão Gancho voltará, mas contra Mike Tyson.

Vida de artista

Roy apareceu pela primeira vez em nas telonas em 1997, quando interpretou ele mesmo em "Advogado do Diabo". Sua última aparição no cinema também foi atuando como ele mesmo, mas em Creed II, de 2018. Ao todo, foram sete filmes, duas participações em séries e um jogo de videogame, incluindo o papel de Ballard na saga Matrix.

Além disso, Roy também se aventurou no mundo da música, produzindo e cantando. Seu primeiro álbum, "Round One: The Album", veio em 2001 com 19 músicas. Três anos depois, veio o segundo: "Body Head Bangerz: Volume One", que tinha mais 17 faixas. Seu último single, "Battle of the Super Powers", saiu em 2009.