<
>

'Não sei se foi', diz Messi sobre pênalti marcado contra o Brasil

play
O que é mais fácil: Tite mudar ou mudar o Tite? (2:56)

Veja o debate do Linha de Passe sobre o momento do treinador na seleção brasileira (2:56)

Após dura suspensão imposta pela Conmebol, Lionel Messi voltou a defender a Argentina na tarde desta sexta-feira e foi protagonista na vitória por 1 a 0 sobre o Brasil, alcançada em Riad. Questionado sobre o pênalti marcado pelo neozelandês Matthew Conger, o astro hesitou.

Ainda no primeiro tempo, pouco tempo depois de Gabriel Jesus perder pênalti, Messi partiu para cima de Alex Sandro e caiu dentro da área. Conger marcou penal e foi contestado pelo lateral esquerdo. Na cobrança, o argentino bateu para defesa parcial de Alisson e conferiu no rebote.

“Na verdade, não sei se foi. Caí pela inércia. Acho que me toca, mas não sei”, disse Messi em entrevista ao TyC Sports.

“Se vive a rivalidade mais do que nunca e sempre é bom ganhar do Brasil. Você trabalha melhor. As ideias do técnico são executadas em campo de outra maneira e é positivo para o que vem”, afirmou.

Destaque do time argentino, Messi teve duas boas chances de finalizar de frente para o gol no primeiro tempo. Na etapa complementar, o meia ainda assustou em cobrança de falta espalmada por Alisson, enquanto a seleção brasileira foi incapaz de criar oportunidades de gol.

“Tivemos algumas imprecisões e o campo também não ajudava, porque estava muito lento e pesado. Mas, independentemente disso, no segundo tempo melhoramos muito o nível defensivo. Tivemos no primeiro tempo um contra-ataque meu e outra que sobrou na área”, analisou Messi.

“Corremos muito, mas é o jogo que precisa fazer contra o Brasil, ficando em cima. Entendemos dessa maneira e não sofremos. O pênalti deles teria mudado o jogo e foi em um erro nosso”, completou, sobre a cobrança desperdiçada por Gabriel Jesus, já que o lance foi iniciado em falha de Foyth.