<
>

Ivan e Samir: saiba quem são as 'zebras' de Tite na seleção brasileira

Após o título da Copa América, a preparação para a Copa do Mundo de 2022 se inicia e a primeira convocação da seleção brasileira veio com surpresas para o torcedor: Ivan e Samir.

E quem são as apostas de Tite para a renovação do Brasil?

Ivan (Ponte Preta)

Revelação da Ponte Preta, o goleiro de 22 anos ganhou sua primeira chance com a amarelinha. Porém, na seleção principal. Nas categorias de base, Ivan já é um velho conhecido.

O goleiro foi fundamental durante toda a campanha no Torneio de Toulon, que aconteceu em junho de 2019, e defendeu o último pênalti, e decisivo, na final contra o Japão, garantindo o título da competição para o Brasil.

Pela Ponte Preta, o jogador apareceu nas categorias de base do time e teve sua primeira chance como titular quando o então goleiro Aranha deixou a equipe. Em sua estreia contra o Corinthians, o goleiro defendeu um pênalti de Jadson e o time de Campinas venceu por 1 a 0. A partir daí, não deixou o time titular.

Além disso, Ivan conseguiu bater um recorde histórico da Macaca: do final de 2018 para o início de 2019, o goleiro ficou 590 minutos (além dos acréscimos) em partidas oficiais sem levar nenhum gol. O recorde já durava 28 anos e pertencia a João Brigatti, que ficou por seis partidas sem levar gols.

E já tem time brasileiro de olho nele. Há algum tempo, o próprio Corinthians, primeira "vítima" de Ivan, já observa o goleiro e vê nele um sucessor perfeito para Cássio, que já está com 32 anos.

Segundo informações do comentarista da ESPN Jorge Nicola, em seu blog no Yahoo!, as duas diretorias já teriam, inclusive, um acordo apalavrado. Mas o time de Itaquera não tem pressa em contratar o jogador já que o goleiro titular ainda seguirá por mais tempo.

Ainda podemos ver Ivan com a camisa corintiana nos próximos anos, porque com a da seleção brasileira já estamos vendo.

Após ser confirmado como um dos jogadores de Tite para os amistosos contra Colômbia e Peru, Ivan foi aplaudido pelos companheiros durante o voo de volta da Ponte após enfrentar o Figueirense pela série B e comemorou: "Não dá nem para acreditar! Esperava convocação para a seleção olímpica, mas para defender a principal? É uma sensação única, estou muito emocionado".

O último jogador do time de Campinas a ser convocado para o time principal da seleção foi em 2001, quando Leão convocou Washington e Mineiro.

Samir (Udinese)

Cria do Ninho do Urubu, o zagueiro e lateral Samir Caetano de Souza Santos segue os passos de Zico no futebol.

Porém, antes de dar os primeiros chutes com a camisa rubro-negra e seguir Zico, o atleta defendeu as cores do Fluminense ainda nas categorias de base. Mas foi dispensado por estar acima do peso e foi para o Flamengo, onde começou a "andar" como o maior ídolo do time.

O jogador subiu para o time principal como grande promessa, foi campeão da Copa do Brasil em 2013 e do Carioca em 2014, após isso saiu do time e ficou no banco de reservas antes de ir para o futebol europeu, e para outro clube que o Galinho também foi ídolo: a Udinese. Na época, a venda foi de 4 milhões de euros (aproximadamente R$ 16 milhões).

Veja a conversa que o ESPN.com.br teve com Samir ainda em 2018!

Assim que chegou na Itália, foi emprestado ao Hellas Verona, estreou bem, chamou atenção, mas o time acabou a temporada dendo rebaixado.

"Minhas opções eram voltar ao Brasil ou ficar aqui na Europa", afirmou Samir.

E continuou por lá. Retornou à Udinese e lutou pelo seu espaço no time titular.

Em seu quarto ano seguido no Campeonato Italiano, o brasileiro se firmou como titular da equipe e já era observado pela comissão técnica da seleção brasileira há muito tempo antes de ser finalmente convocado.

Na Itália, o brasileiro já se firmou e mostrou trabalho. Agora, precisa provar para o comandante da seleção brasileira que merece um lugar no Catar em 2022.