<
>

Mascherano deve largar aposentadoria para jogar o Pan pela Argentina

play
'A Argentina não é favorita em nenhum dos jogos': Sebá Dominguez fala sobre expectativas para a seleção de Lionel Messi (1:13)

Para o ex-jogador e hoje comentarista, a seleção chega com muitos nomes novos e pouca experiência, o que tira o favoritismo das últimas edições do torneio (1:13)

A seleção da Argentina pode ganhar um reforço experiente para a disputa dos Jogos Pan-Americanos de 2019, em Lima, no Peru. Segundo Sebastián Domínguez, Javier Mascherano foi convidado e gostou da ideia.

Atualmente no Hebei China Fortune, da China, Mascherano havia anunciado a aposentadoria da Argentina em junho de 2018, logo após a seleção hermana ser elimianda pela França na Copa do Mundo passada.

O volante, no entanto, deve voltar atrás e servir a seleção no Pan. Em entrevista ao repórter Mendel Bydlowski, Sebá, que jogou com Mascherano no Corinthians, contou que o ex-companheiro foi convidado a retornar.

"Se ele ainda está fisicamente bem, se consegue jogar 60, 70 minutos, tem que estar aqui. Tem que jogar na seleção. Falaram para (ele voltar) nos Jogos Pan-Americanos, e ele está feliz, contente. Tem 35 anos, está velho como eu, mas ainda pode jogar. Eu acho que ele vai voltar, mas para os Jogos Pan-Americanos, não nessa seleção", falou o ex-zagueiro, que está em Salvador, na Bahia, cobrindo a equipe hermana durante a Copa América.

Hoje comentarista, Sebá, que foi contratado pela ESPN da Argentina após encerrar a carreira de jogador, explica que a presença do volante de 35 anos ajudaria no quesito liderança, ainda mais com a nova safra de atletas que tem sido convocada.

"Eu falei no nosso programa na Argentina: se ele voltasse agora (para a seleção), não tem um cara melhor no meio. Ele é muito bom para o grupo, falando com os meninos. Messi é um líder, mas um líder dentro do campo; fora de campo, é mais difícil de ele falar com os jovens, contar como é a vivência no Barcelona. Para Mascherano, é diferente: ele fala muito, fala bem", disse.

No Jogos Pan-Americanos (que vai de 26 de julho a 11 de agosto), três jogadores acima de categoria sub-20 podem ser chamados. Mascherano deve ser um deles. De acordo com a emissora TyC Sports, da Argentina, o zagueiro Fabricio Coloccini, do San Lorenzo, e Maxi Rodríguez, do Newell’s Old Boys, seriam os outros dois nomes.

A Argentina não conquista uma medalha de ouro no futebol em Pan-Americanos desde 2003, quando a seleção venceu o Brasil por 1 a 0 em Santo Domingo, com gol de Maxi López (ex-Vasco). A equipe sub-20 hermana é atualmente treinada por Fernando Batista.