<
>

Serginho se aposenta do vôlei aos 44 anos

play
Academia e futevôlei: os detalhes de como Neymar segue em forma treinando em casa (2:13)

Preparador físico do jogador explicou rotina de treinos | via YouTube: Neymar Jr (2:13)

Ícone de uma geração inesquecível do vôlei brasileiro, o líbero Serginho anunciou sua aposentadoria, aos 44 anos, após mais de duas décadas de carreira, tendo brilhado especialmente na seleção brasileira, conquistando quatro medalhas olímpicas (duas de ouro e duas de prata).

O jogador defendeu o Vôlei Ribeirão até a paralisação da Superliga masculina pela pandemia do coronavírus e comentou a decisão de se afastar das quadras em reportagem do Esporte Espetacular, que será exibida no próximo domingo (17):

"Hoje, poder parar, para mim é a melhor coisa do mundo. Poder encerrar a carreira e dizer que tudo valeu a pena. Cada manchete, cada peixinho, cada viagem, cada título ganho, cada título perdido. Meu choro hoje é de felicidade. As pessoas que quiserem lembrar de mim, joguem voleibol. Só isso", disse.

O líbero já havia se afastado da seleção brasileira em 2016, assim como o treinador Bernardinho, após a conquista da medalha de ouro das Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Além dos dois ouros em Olimpíadas, o paranaense, que cresceu em São Paulo, também fez parte do time campeão de dois Campeonatos Mundiais, duas Copas do Mundo e sete Ligas Mundiais.