<
>

Chapecoense leva Laureus de 'Melhor Momento Esportivo do Ano'

Roger Federer recebe Prêmio Laureus de Melhor Retorno do Ano Getty Images

A Academia Laureus, nesta terça-feira, realizou sua tradicional premiação dos melhores esportistas do ano de 2017. A Chapecoense levou o prêmio de Melhor Momento Esportivo do Ano, com o retorno após a tragédia acontecida no final de 2016.

“Esse prêmio é uma honra e também uma homenagem a quem partiu e a quem ajudou na reconstrução. Foram muitas histórias emocionantes e comoventes, que também mereciam o prêmio com certeza. Obrigado a todos que votaram e um grande abraço a todos os Chapecoenses de Chapecó e do mundo”, afirmou o presidente da Chapecoense, Plínio David de Nes Filho.

O ex-goleiro Jackson Follmann, um dos sobreviventes da tragédia, foi ao palco para receber o prêmio das mãos de Cafu, capitão do quinto título mundial da seleção brasileira.

O clube brasileiro também concorria na categoria “Retomada do Ano”, mas o prêmio foi para tenista Roger Federer, que venceu dois Grand Slams no ano passado, após ter ficado seis meses afastado das quadras em 2016. O suíço deixou para trás, além da Chape, o velocista Justin Gatlin, e o Barcelona, que conseguiu a virada incrível sobre o PSG.

Entre outros premiados da noite estão a equipe Mercedes, da Fórmula 1, eleita a melhor de 2017, deixando para trás o Real Madrid, New England Patriots, Golden State Warriors, entre outros, e Francesco Totti, que foi premiado pelo “Conjunto da Obra” por sua carreira na Roma.

O prêmio de "Inspiração Esportiva" foi para o defensor do Houston Texans J.J. Watt, que iniciou uma arrecadação de fundos para ajudar as vítimas do furacão Harvey. A ideia era arrecadar US$ 200 mil, mas acabou arrecadando US$ 37 milhões.

O “Melhor Atleta Radical” foi o velejador Armel Le Chéac’h, que venceu o Vendée Globe, regata de volta ao mundo em embarcação individual. A “Revelação do Ano” ficou com o golfista Sérgio Garcia, que levou seu primeiro Majors após quatro vices.