<
>

Semifinais de conferência da NFL: tudo o que você precisa saber sobre a 2ª rodada dos Playoffs

play
Com a NFL afunilando, Paulo Antunes faz seu top-5 dos quarterbacks que seguem em ação (4:46)

Semifinais de Conferência acontecem nesse final de semana, na ESPN e no ESPN App (4:46)

As semifinais de conferência dos playoffs da NFL estão chegando! No sábado, Aaron Rodgers e o Green Bay Packers recebem o Los Angeles Rams de Jared Goff. Depois, Lamar Jackson tenta sua segunda vitória em pós-temporada com o Baltimore Ravens contra o forte Buffalo Bills de Josh Allen.

Já no domingo, é a vez do Cleveland Browns tentar seguir vivo na casa do atual campeão Kansas City Chiefs. E o lendário duelo entre Drew Brees e Tom Brady fecha o final de semana de semifinais de conferência em New Orleans Saints x Tampa Bay Buccaneers.Tudo com transmissão da ESPN e do ESPN App!

Abaixo, leia o que esperar de cada confronto, o "fator X" que pode desequilibrar os duelos e uma comparação entre os números dos quarterbacks de cada equipe na temporada regular, com touchdowns totais (aéreos e terrestres), turnovers (interceptações e fumbles), médias de jardas por partida, porcentagem de passes completos e a nota QBR, cálculo estatístico exclusivo da ESPN para medir a performance dos jogadores.

Enquanto os jogos não começam, o fã do esporte fica por dentro de tudo dos duelos que vão definir os finalistas de cada conferência da NFL!

Conteúdo patrocinado por Ipiranga, Mitsubishi, Samsung Galaxy, C6 Bank e Magalu

Green Bay Packers x Los Angeles Rams

Sábado, 16 de janeiro, às 18h35, ESPN e ESPN App

O que esperar: Donos da melhor campanha da NFC, os Packers estreiam nos playoffs recebendo os Rams, que têm problemas com duas de suas principais estrelas.

Aaron Donald lesionou as costelas na vitória sobre os Seahawks, mas deve ir para campo em Green Bay. Já o quarterback Jared Goff vai precisar atuar mais uma vez mesmo sem ter se recuperado totalmente da contusão e da cirurgia no dedão da mão direita.

Pelo lado dos Packers, todo o favoritismo está sobre os ombros do ataque comandado por Aaron Rodgers e Davante Adams, o mais poderoso da temporada regular da NFL com 31.8 pontos marcados por jogo.

Fator X: O grande confronto é da defesa dos Rams contra o ataque dos Packers, mas não se esqueça do outro lado da bola. O running back calouro Cam Akers teve mais de 130 jardas terrestres na última semana contra os Seahawks e a defesa de Green Bay ficou na metade de baixo da tabela em média de jardas corridas cedidas por carregada. Avançar pelo chão, gastar o relógio e deixar Rodgers sentado no banco é a melhor (e talvez única) chance de Los Angeles.


Buffalo Bills x Baltimore Ravens

Sábado, 16 de janeiro, às 22h15, ESPN e ESPN App

O que esperar: Lamar Jackson venceu seu primeiro jogo de pós-temporada ao liderar os Ravens contra os Titans, e conseguiu isso com o que faz de melhor: sendo dinâmico no ataque. Foram 179 jardas aéreas e 136 terrestres para o quarterback, que agora encara uma defesa que permitiu 163 jardas terrestres dos Colts na rodada de Wild Card.

Do outro lado, os Bills esperam que Josh Allen siga crescendo no momento certo dos playoffs, e a parceria com Stefon Diggs, que liderou a NFL em recepções e jardas aéreas deve preocupar a defesa dos Ravens que, apesar de ser forte, teve problemas contra A.J. Brown na vitória sobre os Titans.

Fator X: Lamar Jackson já “entregou” seis bolas para os adversários em três jogos de playoff na carreira. Já a defesa de Buffalo foi a 3ª melhor da NFL roubando posses na temporada regular, forçando 26 interceptações ou fumbles recuperados. A famosa “batalha dos turnovers” pode decidir um confronto tão equilibrado quanto este, e Baltimore precisará cuidar bem da bola.


Kansas City Chiefs x Cleveland Browns

Domingo, 17 de janeiro, às 17h, ESPN e ESPN App

O que esperar: Os Browns derrubaram os Steelers e venceram nos playoffs pela primeira vez desde 1994. Mas, sendo os Browns, o time de Baker Mayfield tem os atuais campeões Chiefs pela frente.

Kansas City conseguiu a melhor campanha de toda a NFL na temporada regular e folgou na rodada de Wild Card. E com Patrick Mahomes, Tyreek Hill e Travis Kelce descansados, o ataque que venceu o último Super Bowl vai fazer a defesa dos Browns suar (muito).

Cleveland já mostrou que consegue superar adversidades e impressionou com um primeiro tempo dominante contra os Steelers. Mas os Browns têm o maior desafio do ano no caminho até a final da AFC.

Fator X: Os Chiefs têm um grande ataque, os Browns não possuem uma boa defesa: tudo indica que Kansas City irá marcar vários pontos. Para conseguir superar Patrick Mahomes, Baker Mayfield precisará de jogadas explosivas. Olho em Rashard Higgins, que mesmo sem ser tão utilizado no início da temporada liderou o quesito em Cleveland com 12 recepções para mais de 20 jardas. Sem jogadas longas, será difícil competir no Arrowhead Stadium.


New Orleans Saints x Tampa Bay Buccaneers

Domingo, 17 de janeiro, às 20h40, ESPN e ESPN App

O que esperar: Drew Brees. Tom Brady. Quer mais do que isso?

As duas lendas da NFL se enfrentam possivelmente pela última vez na história. Na semana 1, Brees estragou a estreia de Brady com uma vitória por 34 a 23 em Nova Orleans. Na semana 9, Brady sofreu com a defesa dos Saints, que atropelaram por 38 a 3 em Tampa Bay.

Brady tem o terceiro melhor ataque da temporada regular da NFL (30.8 pontos por jogo), mas Brees lidera o 5º melhor (30.1). Os Saints foram a quarta melhor defesa em 2020 (21.1 pontos sofridos por jogo), mas os Bucs ficaram duas posições atrás (22.2). Um duelo equilibrado, grandes estrelas e a história em jogo. Impossível encontrar algo melhor para fechar o domingo de semifinais de conferência.

Fator X: Esses rivais se enfrentaram em novembro e New Orleans atropelou por 38 a 3. Uma das chaves para o jogo foi pressionar Tom Brady, o que aconteceu 15 vezes no duelo, com 3 sacks. Tirar o ritmo do quarterback dos Buccaneers será fundamental, especialmente pelo meio, explorando sua falta de mobilidade e forçando erros. Na semana 9, foram três interceptações. Cameron Jordan, Trey Hendrickson e David Onyemata podem “quebrar” o ataque vertical de Tampa Bay.