<
>

Deshaun Watson renova com os Texans no 2º maior contrato da história da NFL e receberá quase R$ 850 mi

play
Nada de apitos: NFL adota novo acessório para reforçar protocolo contra transmissões do coronavírus (0:04)

Árbitros devem usar o acessório eletrônico e máscaras durante partidas | via @CardsMarkD (0:04)

O Houston Texans fechou a renovação de contrato do quarterback Deshaun Watson pelos próximos quatro anos por 160 milhões de dólares, cerca de R$ 848 milhões.

A informação é de Adam Schefter, repórter da ESPN.

O valor total do acordo, que será assinado neste sábado, é de 177,54 milhões de dólares, com US$ 111 milhões garantidos para Watson - na história da NFL, a quantia só fica atrás da que Patrick Mahomes receberá em seu contrato de 12 anos com o Kansas City Chiefs.

Watson vai receber um salário base de 39 milhões de dólares anuais (R$ 207 mi) pelas próximas quatro temporadas, fazendo dele o jogador mais bem pago da liga neste período.

Em suas três primeiras temporadas, Watson esteve em 38 jogos de temporada regular e somou para 9.716 jardas, 71 touchdowns e 29 interceptações. Ele é um de apenas 11 jogadores que lançaram mais de 70 touchdowns em suas três primeiras temporadas na história da NFL.

Watson também está ao lado de Steve Young como os únicos dois quarterbacks com mais de uma temporada com pelo menos 25 passes para touchdowns e 5 TDs corridos.

Em 2017, os Texans subiram no draft com uma troca e selecionaram Watson com a pick 12 do recrutamento. Ele começou bem sua temporada de calouro, mas rompeu o ligamento cruzado de seu joelho direito depois de sete partidas.

Mesmo com apenas três temporadas entre os profissionais, Watson já é o segundo da história dos Texans em passes para touchdowns e o terceiro em jardas aéreas.

Na temporada 2020, ele não terá mais a companhia do wide receiver DeAndre Hopkins, trocado para o Arizona Cardinals. Os Texans contrataram Brandin Cooks e Randall Cobb, que serão os recebedores do time ao lado de Will Fuller e Kenny Stills.