<
>

NBA: Magic Johnson diz que deixou Los Angeles Lakers ao 'perder poder de decisão' e acusa dirigente de traição

Magic Johnson surpreendeu o mundo da NBA em abril ao deixar o cargo de presidente do Los Angeles Lakers. Nesta segunda-feira, durante participação no programa First Take, da ESPN, ele explicou a situação e acusou o atual gerente da franquia, Rob Pelinka.

"Se vamos falar de traição, então só vamos falar de Rob", disse Magic, se referindo ao ex-empresário que assumiu o cargo antes da temporada 2018-19.

"As coisas não estavam andando na direção correta. Foi quando eu comecei a escutar, 'Magic, você não trabalha duro o bastante. Magic não está no escritório'. E as pessoas dentro dos Lakers estavam me dizendo que Rob falava essas coisas. Rob Pelinka. E não gostei de saber que essas coisas eram faladas pelas minhas costas. Comecei a receber ligações de meus amigos de fora do basquete, que me contavam que também estavam escutando as mesmas coisas. Não era apenas dentro dos Lakers, estava na mídia... As pessoas precisam se lembrar de uma coisa, depois de mais de 40 anos neste negócio, tenho aliados, tenho amigos em todos os lugares."

Magic também falou sobre a decisão de demitir o técnico Luke Walton, algo que ele descreveu como ponto final para sua passagem pelos Lakers.

"A gota d'água foi que eu queria demitir Luke Walton, tivemos três reuniões, mostrei as coisas que ele fez bem e as que não fez tão bem. E disse que queríamos encontrar um treinador melhor. Eu gosto dele, é um ex-Laker. Mas, no primeiro dia, me falaram, 'Bom, vamos pensar nisso'; no segundo, 'Ok, pode demiti-lo'; no dia seguinte, 'Não, vamos tentar fazer dar certo.'

"Foi quando Tim Harris (executivo dos Lakers) entrou nas conversas. Ele não queria a demissão, porque era amigo de Luke. Luke é um grande cara. Foi quando eu falei, 'Esperem um minuto, eu só respondo para Jeanie Buss (dona da franquia).' E quando Tim se envolveu, foi quando percebi que era minha hora de sair. As coisas estava acontecendo pelas minhas costas, pensei que teria o poder de tomar as decisões e falei para eles, 'Quando não é mais divertido para mim, quando acho que não tenho o poder de decidir que pensei que teria, era minha hora de sair.'", seguiu Magic.

Ao ser questionado sobre quem era responsável pela 'traição', Magic confirmou.

"Apenas Rob. Os outros não me incomodavam... eu não estava mais me divertindo no trabalho."

Magic anunciou a decisão de deixar a franquia no último dia da temporada regular, sem avisar Jeanie Buss e o restante dos Lakers.

'Quero voltar a me divertir. Eu era mais feliz quando não era presidente', disse Magic."Eu sou um pássaro livre e não posso ser algemado", explicou, na época.

Veja trechos da entrevista de Magic Johnson ao First Take:

Após sair dos Lakers na NBA, Magic Johnson diz que não tinha o poder que pensava: 'Coisas estavam sendo ditas pelas minhas costas'

Magic Johnson revela motivo de saída dos Lakers e diz que foi 'apunhalado pelas costas'; entenda

Magic Johnson diz que não se arrepende de deixar os Lakers antes de informar LeBron James

Veja a reação de Magic Johnson quando o assunto 'Trocar LeBron James' foi citado no programa First Take

Magic Johnson diz que compraria os Lakers e cita outros dois possíveis concorrentes para essa 'mina de ouro'