<
>

Americana que desmaiou no Mundial de Nado Artístico é barrada da final: 'Provavelmente esse esporte não é para ela', diz médico

play
Nadadora apaga no Mundial de Esportes Aquáticos, afunda na piscina e é salva por treinadora (1:04)

Imagens: Getty Images | Anita Álvarez, do nado artístico, quase se afogou em apresentação nesta quarta-feira (1:04)

Anita Álvarez sofreu um desmaio na última quarta-feira (24) e foi salva por sua treinadora no fundo da piscina


A nadadora artística americana Anita Álvarez, que sofreu um desmaio que a fez submergir ao fundo da piscina e foi salva por sua treinadora na quarta-feira (22), foi barrada para a final da competição por equipes, prova que acontecerá nesta sexta-feira (24) no Mundial em Budapeste, a pedido da Federação Internacional de Natação (FINA).

“É uma decisão tomada pela FINA. Do meu ponto de vista, ela poderia ter participado”, disse Selina Shah, médica da equipe de natação artística dos Estados Unidos.

A decisão de não permitir que Álvarez participe da final partiu de Béla Merkely, chefe dos serviços médicos do Mundial. Em entrevista à imprensa local, o médico justificou.

"Existem diferentes tipos de atletas, alguns toleram bem que a quantidade de oxigênio e dióxido de carbono varie dessa maneira, mas há aqueles que são mais sensíveis. Ela é uma delas. Provavelmente esse esporte não é para ela", declarou.

A nadadora de 25 anos foi resgatada por sua treinadora, a espanhola Andrea Fuentes, que pulou na água vestida de calça e camiseta, para levá-la à superfície com os braços.

Álvarez estava na lista de participantes da equipe americana até momentos antes do início da prova, mas foi substituída por sua companheira de equipe, Yujin Chang.

Selina Shah participou do exame médico da nadadora de 25 anos na manhã desta sexta-feira. “Forneci todas as evidências médicas”, disse ela, acrescentando que não sabia por que a FINA concluiu que Álvarez não poderia participar.

Segundo ela, a nadadora, sem dúvida, torcerá por suas companheiras durante sua apresentação: “Acho que está muito empolgada com a equipe, é uma super atleta e estará lá para apoiar”.

As fotos do incidente de quarta-feira, capturadas por um robô da AFP situado no fundo da piscina, foram publicadas por vários meios de comunicação em todo o mundo.

“Acho que ela ficou pelo menos dois minutos sem respirar porque seus pulmões estavam cheios de água”, disse mais tarde a treinadora.

Esta não foi a primeira vez que a nadadora desmaiou em competições. Ela já precisou ser resgatada no ano passado durante um torneio classificatório para os Jogos Olímpicos, em Barcelona.

Selina Shah disse que os médicos da equipe ainda estão tentando encontrar uma explicação. “Vamos ver o que aconteceu e estudar isso detalhadamente com especialistas para tentar determinar a causa” de seu desmaio, declarou.