<
>

Americana desmaia no Mundial de Nado Artístico e precisa ser socorrida por treinadora para não se afogar

play
Nadadora apaga no Mundial de Esportes Aquáticos, afunda na piscina e é salva por treinadora (1:04)

Imagens: Getty Images | Anita Álvarez, do nado artístico, quase se afogou em apresentação nesta quarta-feira (1:04)

Susto aconteceu no Mundial de Esportes Aquáticos nesta quarta-feira (22) em Budapeste, na Hungria


O Mundial de Esportes Aquáticos teve cena assustadora nesta quarta-feira (22), em Budapeste, na Hungria. A americana Anita Álvarez precisou ser socorrida após ter um quadro de exaustão na final do solo livre de nado artístico.

Sua técnica, Andrea Fuentes, pulou imediatamente na piscina para socorrê-la e evitar que a atleta de 25 anos se afogasse. Ela foi retirada de maca do local e levada ao centro médico da arena, sendo aplaudida pelos torcedores.

Mesmo sofrendo o problema, Anita conseguiu concluir a prova, ficando com 87.6333 pontos. A pontuação lhe deixou na sétima posição geral da decisão. A equipe dos Estados Unidos informou que a atleta passa bem.

O pódio da prova foi composto pela japonesa Yukiko Inui, ouro com 95.3667 pontos, a ucraniana Marta Fiedina, prata com 93.8000, e a grega Evangelia Platanioti, bronze com 91.7667.

O Brasil não disputou a final desta modalidade, mas conquistou resultados expressivos na natação nesta quarta-feira. Mesmo fora dos pódios, Stephanie Balduccini ficou em 10º nos 100m livre, melhor marca de uma brasileira na prova em Mundiais.

Aos 17 anos, a nadadora ainda ajudou o revezamento 4x200m livre a alcançar sua primeira final de Mundial, ao lado de Giovanna Diamante, Aline Rodrigues e Maria Paula Heitmann.