<
>

UFC: Kai Kara aceita luta contra Deiveson Figueiredo após ser citado pelo brasileiro em coletiva: 'Estou pronto'

play
UFC 270: Deiveson Figueiredo leva a melhor em 'bombardeio' contra Moreno, vence trilogia e recupera cinturão (0:48)

Neste sábado, no UFC 270, o brasileiro levou a melhor em uma luta espetacular pelo título da divisão na trilogia contra o mexicano Brandon Moreno. Deiveson venceu por decisão unânime após 5 duros rounds. (0:48)

Kai Kara-France respondeu Deiveson Figueiredo nas redes sociais e se mostrou aberto a uma luta contra o brasileiro no UFC


Kai Kara-France tirou a sorte grande após a realização do UFC 270. No evento que aconteceu no último sábado (22), na Califórnia (EUA), Deiveson Figueiredo enfrentou Brandon Moreno pela terceira vez, venceu por decisão unânime, se tornou campeão do peso-mosca (57 kg) e citou o nome do neozelandês como possível adversário para a sequência. Ao tomar conhecimento da posição do brasileiro, Don’t Blink se pronunciou.

Com seu nome sendo mencionado pelo próprio campeão do peso-mosca do UFC, Kai Kara-France não demorou para aceitar o desafio. Em suas redes sociais, o neozelandês, que vive boa fase na carreira e é parceiro de equipe de Israel Adesanya, também expressou sua vontade em enfrentar Deiveson. É bem verdade que a imprensa especializada especula que Don’t Blink encare Askar Askarov, em março, porém o atleta aproveita para se colocar à disposição da companhia para lutar pelo título da divisão, ainda mais depois da vitória maiúscula diante de Cody Garbrandt, em sua última aparição no octógono.

“O campeão falou. Vamos em frente. A qualquer hora, em qualquer lugar, eu estou pronto, Deiveson! #TimeNãoPisque”, escreveu o peso-mosca do UFC em sua conta oficial no Twitter.

Kai Kara-France, de 28 anos, vive grande fase no UFC e está embalado pela conquista da maior vitória de sua carreira. Em dezembro, o neozelandês recepcionou Cody Garbrandt no peso-mosca e nocauteou o ex-campeão do peso-galo (61 kg) no primeiro round. Atualmente, o parceiro de equipe de Israel Adesanya possui dois triunfos seguidos e ocupa a sexta posição no ranking da categoria. O atleta estreou na organização em 2018, disputou oito lutas, venceu seis, perdeu duas e faturou quatro bônus, sendo três deles em suas recentes aparições no octógono.