<
>

UFC: Chikadze mostra olho fechado, rosto roxo e completamente desfigurado após surra de Kattar

play
Brasileiro do UFC, Joanderson 'Tubarão' relembra tempos de briga em baladas: 'Senti uma cadeirada' (1:12)

Joanderson 'Tubarão' concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br (1:12)

Primeiro main event do ano no UFC não decepcionou, com Kattar superando Chikadze em lutaça


O primeiro main event do UFC do ano de 2022 não decepcionou. Calvin Kattar venceu Giga Chikadze por decisão unânime dos juízes na madrugada de sábado, no duelo entre pesos pena. Após o combate, o georgiano compartilhou nas redes sociais uma foto no hospital com o rosto completamente desfigurado, roxo e não sendo nem possível enxergar com o olho direito.

"Respeito @CalvinKattar", postou Chikadze.

Kattar não deixou dúvida para os árbitros e durante 5 rounds bombardeou o georgiano com cotoveladas e socos que pegaram em cheio no rival.

Chikadze se recusou a cair, lutando "zonzo" no octógono e coberto de sangue com o rosto completamente desfigurado.

Nos segundos finais, o georgiano sentiu os golpes do rival e parecia destinado a ser finalizado, mas o gongo soou antes.

Foram nada menos do que 227 golpes significativos "engolidos" por Chikadze, 216 somente na cabeça.

Esse resultado aproxima Kattar, número 5 do ranking da divisão, de uma futura disputa pelo cinturão. Já Chikadze viu o fim de sua sequência de 7 vitórias para começar sua carreira no UFC.

Veja abaixo todos os resultados do UFC deste sábado:

CARD PRINCIPAL

Calvin Kattar venceu Giga Chikadze por decisão unânime
Jake Collier venceu Chase Sherman por submissão no 1º round
Brandon Royval venceu Rogério Bontorin por decisão dividida
Katlyn Chookagian venceu Jennifer Maia por decisão unânime
Viacheslav Borshchev venceu Dakota Bush por nocaute no 1º round
Bill Algeo venceu Joanderson Brito por decisão unânime

CARD PRELIMINAR

Jamie Pickett venceu Joseph Holmes por decisão unânime
Court McGee venceu Ramiz Brahimaj por decisão unânime
Brian Kelleher venceu Kevin Croom por decisão unânime
TJ Brown venceu Charles Rosa por decisão unânime