<
>

Rival se irrita com Alan 'Nuguette' e cobra rigor do UFC: 'Espero que seja cortado'

play
UFC: Borrachinha faz 'guerra' de 5 rounds contra Vettori, mas é derrotado; VEJA como foi (1:34)

Até o fim do domingo (24) tem Star+ Acesso Livre!. Esporte AO VIVO, séries e filmes. Clique aqui e aproveite de graça toda a programação. (1:34)

Mason Jones pediu a demissão de Alan Nuguette depois de desistência do lutador brasileiro


Mesmo após garantir sua primeira vitória no UFC, ao superar David Onama, na edição ‘Vegas 41’, realizada no último sábado (23), Mason Jones não deixou passar a oportunidade de atacar o brasileiro Alan ‘Nuguette’, oponente que estava originalmente escalado para enfrentá-lo no evento. Na coletiva de imprensa pós-show, o jovem lutador galês se mostrou bastante irritado com a postura do veterano – que se retirou do combate faltando poucos dias para sua realização – e pediu pela sua demissão.

Jones e ‘Nuguette’ se enfrentaram pela primeira vez em junho deste ano. O confronto, que vinha sendo dominado amplamente pelo galês, terminou em ‘no contest’ (sem resultado), em função de uma dedada no olho involuntária que impossibilitou a continuidade do brasileiro no duelo. Com contas a acertar, os pesos-leves (70 kg) foram escalados novamente para medir forças, desta vez no UFC Vegas 41, no último sábado, mas o veterano – alegando um problema na retina – cancelou sua participação no combate restando cerca de dez dias para o evento.

Para Mason Jones, que já havia acusado o rival de ter encenado a gravidade da lesão na primeira disputa entre eles para ‘fugir’ da derrota -, ‘Nuguette’ mais uma vez teria optado por ‘correr’ do confronto e, por isso, deveria ter seu contrato com o UFC encerrado. Irritado, o galês ainda destacou que, se David Onama não tivesse aceitado enfrentá-lo de última hora, teria perdido dinheiro novamente por culpa do desafeto.

“Se Alan Patrick (Nuguette) estiver assistindo, eu espero que você seja cortado e que você nunca lute no UFC novamente. Esse cara é literalmente – eu não quero dizer – ele não merece lutar. Ele assinou para (lutar) comigo com nenhuma intenção de lutar. Ele saiu (da luta) faltando dez dias e literalmente quando ele saiu ele disse que estaria pronto em novembro. O cara não tinha nenhuma intenção de me enfrentar. Eu arrebentei ele na primeira luta e ele achou um jeito de sair, o que foi culpa minha (pela dedada). E agora, obviamente, nessa luta, ele não tinha a intenção de me enfrentar. Eu espero que ele seja cortado”, disparou Mason Jones, antes de responder se aceitaria ser escalado novamente para enfrentar ‘Nuguette’.

“Eu o nocautearia com prazer, mas o cara não quer aparecer (para lutar). Ele me custou não sei quanto dinheiro por pegar metade da minha bolsa na primeira luta que eu dominei. E nessa luta, eu me preparei novamente, eles me atrasaram, o que me custou dinheiro, e quando eu consegui a luta, ele se retirou no último segundo possível. Ele ainda estava postando que iria lutar quando restavam cinco dias, mesmo que ele tenha saída da luta com dez dias de antecedência. O cara não tinha intenção de lutar. Eu só espero que ele seja cortado”, concluiu.

De fato, Alan ‘Nuguette’ vive situação delicada quanto ao seu futuro no UFC. Pouco ativo nos últimos anos, o veterano venceu sua última luta em 2018, contra Damir Hadzovic, e, desde então, soma apenas duas derrotas e um ‘no contest’, justamente no combate diante de Mason Jones, disputado em junho deste ano.