<
>

UFC: Ribas diz que 'não viu nada' após 'duplo nocaute' de Marina Rodriguez e promete volta por cima: 'Eu aceito o que vier'

play
Poirier conta como Khabib o impressionou no UFC e se diz interessado em revanche para ser 'campeão mundial' (1:01)

Americano nocauteou Conor McGregor no último sábado no UFC 257 (1:01)

Amanda Ribas estava em alta no Ultimate, com quatro vitórias seguidas e próxima do top 5 da categoria peso-palha (52 kg). No entanto, em duelo contra Marina Rodriguez, adversária mais bem ranqueada que encarou na franquia até o momento, a mineira conheceu seu primeiro revés na liga. A atleta foi nocauteada no segundo round no UFC 257 e viu seus planos serem adiados. Ao menos por enquanto.

Em comunicado por vídeo enviado para a Ag. Fight, Amanda Ribas revelou que já assistiu a luta novamente e lamentou o golpe que a pegou quando, de acordo com ela, estava vencendo o combate. Além disso, a brasileira prometeu voltar aos treinos em sua academia, em Varginha (MG), já na próxima semana.

“Infelizmente a vitória não veio com essa luta. Eu dei meu máximo. Eu já assisti de novo (a luta), lógico que ia assistir de novo para corrigir todos os detalhes. O primeiro round eu fiz a estratégia certinha, eu levei para o chão e ganhei. No segundo round a mão dela entrou e nem vi mais nada. Luta é isso, por isso é um esporte emocionante. Quando você acha que vai ganhar, perde. Quando acha que está levando vantagem uma mão entra acabou ali”, afirmou a atleta de 27 anos, antes de completar seu raciocínio.

“Vida que segue. Amanda Ribas que treine mais. Nada é no meu tempo. Tudo no tempo de Deus. Se a vitória não veio é porque não estava preparada ou, às vezes, a Marina estava precisando mais ganhar. Eu aceito o que vier porque sei que dei meu máximo em tudo que podia nos treinos. Estou tranquila e essa semana já estou em Varginha para semana que vem já voltar a treinar”, completou a atual número dez do ranking da divisão.

Com o revés para Marina Rodriguez, Amanda Ribas perdeu sua invencibilidade no Ultimate que vinha de quatro combates. Desde que estreou no UFC, em 2019, a mineira venceu Emily Whitmire, Mackenzie Dern, Randa Markos e Paige VanZant.