<
>

UFC: Holloway dá verdadeira surra com 186 socos na cara, deixa Kattar banhado de sangue e volta a vencer

O ano do UFC começou com tudo, e o combate principal do evento deste sábado, na Ilha da Luta, em Abu Dhabi, não decepcionou.

Em uma luta incrível e de altíssima nível, Max Holloway venceu Calvin Kattar na decisão unânime dos juízes (50-43, 50-43 e 50-42) em uma luta em que ele dominou completamente o seu adversário, que foi guerreiro e se recusou a cair mesmo banhado de sangue.

Desde o gongo inicial, Holloway não deu chances a Kattar, dando aula no boxe e com cotoveladas e chutes. O ex-campeão deixou o rival completamente ensanguentado a partir do segundo round.

Kattar por diversas vezes ensaiou cair, mas se manteve em pé, mesmo com o rosto banhado de sangue. No terceiro e quarto assaltos, a luta seguiu da mesma forma, com Holloway castigando o compatriota, que encaixava alguns contra-ataques e mesmo tomando muitos socos na cara se recusava a cair.

Apesar da surra com direito a 186 golpes na cara, Kattar se recusou a cair e foi até o fim do quinto round, onde Holloway chegou até a baixar a guarda e provocou o adversários nos minutos finais, mas perdeu por decisão unânime dos juízes.

Ao todo, foram 289 golpes significativos para Holloway, ficando atrás do seu próprio recorde neste quesito em uma única luta, que é de 290.

Com a vitória, Holloway confirma mais uma vez seu status como um dos maiores peso pena da história do UFC e amplia seu cartel para 22 vitórias e 6 derrotas.

O norte-americano vinha de duas derrotas consecutivas, ambas para Alexander Volkanovski em disputas de cinturão.

Desde 2016 Holloway não lutava no UFC sem ser em um combate por cinturão.