<
>

UFC: Raphael 'Bebezão' é suspenso por um ano após ser flagrado no antidoping

O peso-pesado do UFC Raphael ‘Bebezão’ foi flagrado pela USADA (agência antidoping americana) em um teste fora de competição pelo uso de hidroclorotiazida e seus metabólitos – substâncias que funcionam como diuréticos e agentes mascarantes, e que são proibidas. De acordo com comunicado oficial, o brasileiro aceitou a suspensão de um ano imposta pela entidade reguladora do Ultimate.

A USADA fez o anúncio oficial em seu site nesta segunda-feira (23), mas o teste aconteceu em 4 de março deste ano. Devido a atrasos laboratoriais causados pela pandemia da COVID-19, o resultado demorou para sair e o brasileiro foi capaz de lutar em julho, quando foi derrotado por Tanner Boser, na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi (EAU). A data da punição é retroativa ao flagra, ou seja, Raphael ‘Bebezão’ estará apto a competir novamente no Ultimate a partir do dia 4 de março de 2021.

De acordo com a entidade reguladora, o brasileiro testou positivo para o uso de hidroclorotiazida e seus metabólitos clorotiazida e 4-amino-6-cloro-1,3-benzenodisulfonamida. Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, ‘Bebezão’ revelou que fez uso de um medicamento prescrito por um médico como tratamento para rinite crônica, mas, na ocasião, não informou que, por ser um lutador, estava sujeito a restrições impostas pela entidade.

“Fiquei doente (em março) e fui para um hospital, mas não informei que era lutador do UFC. O médico me receitou um remédio e eu tomei, e agora isso foi anunciado. Mas tudo bem, a suspensão está quase acabando. Estarei mais alerta sobre a medicação que eles me prescreverem agora”, destacou o peso-pesado.

No MMA profissional desde 2016, Raphael ‘Bebezão’ acumula dez vitórias e duas derrotas na carreira. O lutador chegou ao Ultimate em 2018, mas conheceu seu primeiro e até então único revés ao ser superado por Ciryl Gane, em agosto de 2019. No entanto, na sequência, ele se recuperou do resultado negativo ao vencer Jeff Hughes por decisão unânime dos jurados, em outubro do ano passado. Em sua última apresentação, em julho deste ano, o brasileiro foi nocauteado por Tanner Boser no primeiro assalto.