<
>

Lutador do UFC defende teoria da conspiração sobre o COVID-19: "Feito pelo governo"

play
Sem UFC, Gilbert Durinho treina com o filho durante a quarentena (0:15)

O pequeno Joshua mostrou certo talento para as artes marciais - Twitter @GilbertDurinho (0:15)

A pandemia do novo coronavírus tem provocado efeitos devastadores na saúde e promete desestabilizar economicamente grande parte do planeta. Com esse cenário de caos, as famosas teorias da conspiração não demoram a surgir na boca do povo. E um dos que apostam no envolvimento de poderosos na ‘criação’ da doença e, consequentemente, da crise mundial é Bryce Mitchell, lutador do UFC

Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, Bryce sugeriu que o COVID-19 possa ter sido criado pelo governo para criar o caos e lucrar financeiramente em cima da crise mundial. Aluno do curso de economia na Harding University, localizada no estado de Arkansas (EUA), o peso-pena (66 kg) ainda alertou para o perigo que a queda da economia pode trazer para os cidadãos. Com um discurso similar ao utilizado pelo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, recentemente, Mitchell criticou o fechamento completo dos estabelecimentos considerados não essenciais e apontou a medida como um plano do governo para provocar a crise.

“Eu culpo o governo. (…) Eu acho que o coronavírus foi feito pelo governo. Acredito que eles infectaram as pessoas de propósito para causar um tipo de caos. Existem algumas pessoas ganhando um bom dinheiro. Eu acho que nosso governo vai tentar tirar nossas armas. (…) Tenho visto eles empurrando uma coisa de controle de armas agora e tentando tirar nossas armas ou ao menos vendo se eles podem fazer isso”, analisou Bryce Mitchell, antes de continuar.

“Se a economia fechar, eu vou dizer a vocês, não vai ser bonito. A economia é o que mantém tudo funcionando. Essa sociedade que nós temos, a troca de dinheiro para lá e para cá entre duas partes, quando isso parar, quando as pessoas não puderem mais trocar bens e serviços, e todo homem tiver que defender a si mesmo, eu acho que essa m*** vai ficar muito feia. (…) "

"O governo não deveria ser capaz de dizer a qualquer negócio, você sabe – eu entendo a emergência nacional, crise nacional e tal, mas eu não acho que esses números indicam uma crise para mim. Eu sei que já matou um monte de pessoas velhas em asilos e talvez algumas pessoas jovens, mas esse tipo de pessoas podem ser isoladas. Pessoas jovens e velhas podem ser isoladas facilmente, enquanto todo o resto continua a fazer o que eles fazem, e eu acho que isso é o governo. Então, se a economia não se levantar, se as pessoas não começarem a comprar e vender mais coisas, e tudo voltar ao normal, vai ser um show de m***. Estou falando de todo mundo atirando em todo mundo”, profetizou o lutador do UFC.

Aos 25 anos, Bryce Mitchell segue invicto em sua carreira no MMA profissional após 12 combates. Nove de suas 12 vitórias foram conquistadas por finalização. O peso-pena tem duelo marcado para o próximo dia 2 de maio, contra Charles Rosa, mas toda a situação da pandemia do coronavírus, que já obrigou o UFC a adiar três eventos, deixa a realização da peleja em dúvida.