<
>

OPINIÃO: Khabib Nurmagomedov é o lutador mais dominante da história do UFC

play
Khabib revela ser fã de futebol brasileiro, comenta jogo da seleção e solta até 'Vai, Corinthians!' (0:57)

Lutador russo finalizou Poirier nesse sábado pelo UFC 242 (0:57)

Uma, duas, três, quatro... vinte e oito vitórias em 28 lutas como profissional. Doze delas no UFC. Khabib Nurmagomedov já é o lutador mais dominante que o Ultimate já viu!

Mas acalme-se antes das críticas: isso (ainda) não significa que ele é o maior da história.

Significa, sim, que até hoje ele é o lutador que menos deu chances a todos os adversários que enfrentou. Nas 28 lutas que fez, Khabib dominou do começo ao fim.

O russo está longe de ter o jogo mais bonito ou até o mais completo. Mas ele tem o jogo mais eficiente. Nurmagomedov entra no octógono sabendo o que fazer. E não muda a estratégia por nada.

Com ele, serão 15 ou 25 minutos de pressão completa, de tentativas de queda, de amasso no chão.

Isso faz com que qualquer adversário já não tenha mais gás nenhum logo no segundo ou terceiro round. As vezes até no primeiro.

Nocauteadores não conseguem nada porque Khabib encurta o espaço e não permite golpes. E ficam tão cansados que não têm força nos braços para conseguir um nocaute.

Grapplers não conseguem nada simplesmente porque Khabib não deixa. O russo é superior a eles.

Sim, há outros lutadores que foram ou são dominantes. Georges St-Pierre e Anderson Silva, cada um de seu jeito, por exemplo, dominaram completamente suas categorias no passado. Mas ambos perderam lutas.

Jon Jones só perdeu por uma desclassificação, é verdade. E tem mesmo um jogo mais completo que Khabib – gosta até de enfrentar os adversários na área em que eles são bons. Mas Jones perdeu rounds. E ficou perto de perder lutas – principalmente contra Alexander Gustafsson e Thiago Marreta.

Khabib só perdeu um round em todas as 12 lutas no UFC – o terceiro do combate contra Conor McGregor. E mesmo assim em uma luta que dominou completamente e acabou com uma finalização.

Mas, então, por que ele (ainda) não é o maior da história?

Primeiro por uma questão de tempo. Khabib ainda precisa defender seu cinturão por mais tempo – afinal, ele praticamente acabou de conquistá-lo.

E depois que essa análise também precisa contar com um pouquinho de genialidade. Nurmagomedov é dominante, mas não há discussão de que tem menos arsenal que Anderson Silva e Jon Jones.

Mas é claro: quanto mais vencer e dominar, menos essa ‘falta’ de genialidade será importante na análise.

Quem é lutador mais dominante da história do UFC?