<
>

Pacquiao vence na decisão dos juízes e acaba com invencibilidade de Thurman

A história de Manny Pacquiao no boxe ainda não acabou. Na madrugada deste domingo, na Grand Garden Arena, em Las Vegas, o lendário pugilista contou com o apoio da torcida e um preparo físico invejável para vencer o americano Keith Thurman na decisão dividida dos juízes (113-114, 115-112 e 115-112).

Reveja a luta na íntegra no WatchESPN.

Com isso, após 12 rounds, o "PacMan", aos 40 anos, sagrou-se campeão dos meio-médios da Associação Mundial de Boxe e, de quebra, acabou com a invencibilidade do adversário.

O primeiro grande golpe da noite foi de Keith Thurman, que contra-atacou e levou Manny Pacquiao às cordas. O filipino, no entanto, logo na sequência foi para cima e, embalado pela torcida, enfiou a mão e derrubou o americano.

A luta foi para o segundo round com o "PacMan" em vantagem. Caminhando sempre para frente, o lendário pugilista comandou as ações com movimentos rápidos.

No terceiro assalto, Pacquiao seguiu mostrando muita mobilidade e conseguiu acertar jabs de direita em Thurman, que buscava os contra-ataques. O filipino, acostumado com a MGM Grand Garden Arena, chamava o adversário para a luta a todo o momento. O final do round foi mais franco.

O boxeador de 40 anos seguiu chamando o pugilista mais novo para ao combate no quarto assalto. O americano foi para cima na metade do round, mas teve que encarar um contra-golpe fortíssimo do filipino.

Durante a transmissão exclusiva da ESPN, Servílio de Oliveira afirmou que, após um terço de luta, a vantagem era de Manny Pacquiao.

Thurman foi para cima no quinto assalto e mandou uma sequência de socos no experiente adversário. O "PacMan", ágil, conseguiu devolver com uma sucessão de golpes e, de quebra, um contra-ataque certeiro. O filipino castigou o americano nos segundos finais do round, para delírio da torcida em Las Vegas.

Precisando correr atrás, Keith iniciou o sexto assalto indo para cima, como já vinha fazendo. Enquanto os golpes do "One Time" passavam no vazio, Manny buscava os contra-golpes. Quando necessário, Thurman fugia da pressão.

Em vantagem, o fenômeno do boxe mundial tomou uma sequência de socos do americano no início do sétimo round. Com um cruzado de direita, Pacquiao fugiu da pressão. No melhor assalto do combate, os rivais trocaram golpes diretos de direita algumas vezes. Foi jab atrás de jab. Eduardo Ohata apostou em vitória de Thurman durante a transmissão da ESPN.

Mesmo com 40 anos, "PacMan" chegou ao oitavo assalto inteiro e comandou as ações contra o "One Time", levando vantagem no combate, que foi intenso, mas leal.

No nono round, o americano de 30 anos, mesmo ouvindo gritos contra ele, tentava entrar e via o filipino fazer o mesmo. Thurman enfiou uma ótima direita em Pacquiao, que não chegou a balançar. Se movimentando, o experiente boxeador se esquivava do raio de ação do adversário. Os segundos finais foram com ambos revidando e pegando forte.

A combinação de direita e esquerda de Thurman no início do 10º round explodiu na luva do "PacMan". No último minuto do assalto, o filipino de 40 anos foi para cima e viu o adversário sentir a sequência. O americano chegou até a cambalear no quadrilátero.

No 11º assalto, Thurman liderou as ações e conseguiu entrar na guarda de Pacquiao. O boxeador de 30 anos ainda acertou o adversário e, de quebra, viu o filipino sentir pela primeira vez no combate.

A luta foi para os últimos três minutos com os dois rivais buscando a vitória. Com ações ofensivas, eles pareciam querer resolver antes dos juízes. Ambos ficaram contra as cordas, mas conseguiram se desvencilhar. Thurman ainda teve tempo de engatar dois jabs certeiros em Pacquiao.

Depois de 12 rounds, a definição sobre o vencedor do maior combate de 2019 foi para os pontos.

No fim, com direito a demora para o anúncio e juízes divididos, Manny Pacquiao foi declarado vencedor - chegando ao 62º triunfo na carreira.

Card preliminar

Luis Nery solta upper de esquerda, trava respiração de Juan Carlos Payano e vence por nocaute

Sergey Lipinets aplica tijolada de esquerda, derruba Jayar Inson e vence no 2º round

Yordenis Ugas vence por decisão unânime e impõe primeira derrota a Omar Figueroa Jr.