<
>

Pacquiao pode se tornar supercampeão no boxe: entenda como funcionam as organizações e os cinturões especiais

Manny Pacquiao enfrentará o atual supercampeão dos meio-médios da WBA (Associação Mundial de Boxe) Keith Thurman, no próximo sábado (20), em Las Vegas, Estados Unidos.

A luta, que vale o cinturão de supercampeão da entidade, pode ser acompanhada pelo fã de esporte com exclusividade nos canais ESPN e no WatchESPN às 22h (de Brasília).

Poucas pessoas sabem o que significa ser um supercampeão no boxe e também qual a necessidade de existir tantas organizações mundiais da modalidade. Portanto, aqui vai uma explicação sobre todas as suas dúvidas em relação a este tema.

Quais são as principais associações de boxe internacionais do mundo?

As principais federações de boxe do mundo são: WBA, IBF, WBC e WBO. Elas são as únicas que têm a chancela da IBHOF (International Boxing Hall of Fame).

Ou seja, apesar de existir inúmeras organizações internacionais de boxe no mundo, são elas que realmente determinam quem são os melhores lutadores. Vale ressaltar que um mesmo lutador pode ser campeão em mais de uma entidade.

É o que acontece, por exemplo, com o peso-pesado britânico Anthony Joshua, que detém os cinturões da WBA, IBF e WBO.

Cada uma delas tem uma peculiaridade: umas geram mais lucros para os lutadores, outras são a tradição e status que importam.

WBA

A WBA, Associação Mundial de Boxe, é a mais antiga federação de pugilismo do mundo, com seu início datado em 1921. Porém, o seu primeiro nome foi NBA, que agora é utilizado como sigla da Liga Americana de Basquete. A mudança ocorreu em 1962.

Esta associação é a mais tradicional e conceituada do esporte e é dividida em 17 categorias, que começa no peso-mínimo e termina no peso-pesado.

WBC

O WBC, Conselho Mundial de Boxe, é considerado o mais conhecido do esporte do mundo. Ele foi fundado em 1963 por 13 países – que ficam na América Latina e América do Norte além de França e Inglaterra. A entidade também é dividida em 17 categorias.

Esta associação é a mais democrática de todas chanceladas pela IBHOF. Isso acontece, pois ela promove cinturões menores para iniciantes e competições pequenas para o desenvolvimento de atletas.

IBF

A IBF, Federação Internacional de Boxe, nasceu em 1983 nos Estados Unidos e foi a principal vertente da USBA (Associação de Boxe dos Estados Unidos). A sua tradição, história e glória fazem com que esta federação continue sendo fundamental para o boxe profissional.

Uma das principais lutas envolvendo esta entidade ocorreu em 1987 entre Mike Tyson - que tinha um cartel invicto de 30 vitórias e os cinturões dos pesos-pesados da WBA e WBC - contra Tony Tucker, o grande nome da IBF, campeão dos pesos pesados da entidade e que tinha um cartel invicto de 35 vitórias.

No final da luta, Mike Tyson saiu vencedor e ainda se tornou campeão indiscutível dos pesos-pesados no boxe. Ou seja, o vencedor de todas as principais organizações internacionais na época. O feito foi muito importante na época, já que o último campeão indiscutível da categoria havia sido Leon Sprinks, em 1978.

WBO

A World Boxing Organization é a mais nova das entidades chanceladas pela IBHOF, fundada em 1988 por empresários de Porto Rico e República Dominicana. A entidade, ultimamente, é a que melhor paga por seus eventos, lutas e PPV.

A última luta de extrema importância para a WBO foi entre o irlandês Conor McGregor e o norte-americano Floyd Mayweather Jr, que acabou vencendo.

O que significa ser campeão unificado, campeão indiscutível e supercampeão

Cada organização utiliza um método para encontrar seus campeões especiais. Porém a mais utilizada são as da WBA.

Para ela, o campeão unificado é aquele boxeador que consegue conquistar pelo menos dois cinturões das quatro entidades do boxe e depois consegue manter este título por 18 meses consecutivos.

É o que acontece, por exemplo, com o norte-americano Andy Ruiz Jr., que detém os títulos da WBA, IBF e WBO no peso-pesado, e também com o ucraniano Vasyl Lomachenko (WBA e WBO) no peso-leve.

O campeão indiscutível, por sua vez, é quem consegue o cinturão nas quatro entidades máximas do esporte. No momento, não existe nenhum campeão indiscutível, pois este termo foi excluído desde 2004, com as novas regras da entidade. Mas já alcançaram tal feito lutadores como Mike Tyson e Bernard Hopkins.

Os supercampeões são aqueles que são campeões nas quatro entidades e defenderam o cinturão por 24 meses consecutivos. Também são considerados supercampeões aqueles que já conseguiram defender por mais de cinco vezes o cinturão de sua categoria - casos do norte-americano Keith Thurman (WBA) e de Pacquiao (WBO).

Se Pacquiao vencer, ele se tornará supercampeão tanto da WBA quanto da WBO. Porém, o mesmo não acontecerá se Thruman vencer, pois o cinturão que está em jogo é apenas o da WBA.