<
>

UFC: Chris Curtis aposta em vitória de Strickland contra Alex 'Poatan' por finalização

play
UFC: Deiveson diz que racismo 'ficou constante' em suas redes sociais após episódio com treinador de Moreno (0:35)

Lutador brasileiro falou com exclusividade à ESPN (0:35)

"Se ele ouvir todo mundo, vai estrangulá-lo e conseguir a disputa pelo título", diz Chris Curtis sobre luta entre Strickland e Alex 'Poatan'

Embalado com cinco vitórias seguidas desde que se aventurou no peso-médio (84 kg) do Ultimate, Sean Strickland vai ter um desafio pela frente que pode lhe colocar como o próximo desafiante ao cinturão da categoria. Neste sábado (2), o americano encara o brasileiro Alex ‘Poatan’, no UFC 276, que acontece em Las Vegas (EUA).

Apesar da boa fase, Strickland não é conhecido por um alto poder para finalizar combates. Nas suas últimas cinco vitórias nos médios, ele só conseguiu uma por nocaute e o resto por pontos. Contra ‘Poatan’, que tem como especialidade a trocação e um alto poder de nocaute, a expectativa é que o americano leve o duelo para o solo. Pelo menos foi o que Chris Curtis, parceiro de treino do número quatro do ranking adiantou.

Em entrevista ao site ‘BJPenn.com’, o também lutador do UFC destacou a preferência de Strickland pela luta em pé, mas que para este novo compromisso, ciente da arma do rival, aposta que seu companheiro vai mudar seu estilo para levar o embate para uma área em que Alex ‘Poatan’ tem mais dificuldades e finalizar o duelo.

“Sean se tornou um lutador muito bom nos últimos cinco anos, desde a luta com Usman. Ele pode ser um idiota e ter uma luta de kickboxing, mas também pode jogar Pereira no chão e estrangulá-lo. Eles acham que Sean vai ter uma luta de kickboxing, mas se ele ouvir todo mundo, vai estrangulá-lo e conseguir a disputa pelo título”, analisou.

Sean Strickland, de 31 anos, estreou no UFC em 2014, atuou nos meio-médios (77 kg), mas passou a viver sua melhor fase na carreira ao subir para o peso-médio. Na categoria desde 2020, o americano disputou cinco lutas, venceu todas e alcançou o quinto lugar no top-15. No MMA, o competidor realizou 28 combates, venceu 25 e perdeu três vezes.