<
>

Vinícius da Pose: Quem é o brasileiro ex-Benfica que reforça o Tottenham - e como surgiu 'A Pose'

Nesta sexta-feira, o Tottenham anunciou a contratação do atacante brasileiro Carlos Vinícius, o "Vinícius da Posa", que vinha arrebentando no Benfica, por empréstimo até junho de 2021, com opção de compra ao final do vínculo.

Pela negociação, o time de Lisboa receberá 3 milhões de euros (R$ 19,97 milhões na cotação atual).

Caso o clube de Londres decida comprar o jogador, terá que pagar mais 42 milhões de euros (R$ 279,65 milhões).

Ou seja, o Benfica pode receber até 45 milhões de euros (R$ 299,62 milhões) pelo "brazuca" de 25 anos.

Mas quem é Carlos Vinícius e por que o apelido de "Vinícius da Pose"?

O começo da carreira

Nascido no Maranhão em 25 de março de 1995, Carlos Vinícius começou nas categorias de base do Santos e passou por Desportivo Brasil e Palmeiras antes de fazer sua estreia profissional pela Caldense, em 2017.

Sem muitas chances na Caldense, se transferiu para o Grêmio Anápolis, aonde também não teve muitas oportunidades e estava prestes a desistir do futebol antes de sua vida mudar completamente.

Luís Neves, dirigente do Real Massamá de Portugal, estava no Brasil para observar outro jogador durante o Campeonato Goiano, mas o pouco que viu do atacante brasileiro foi o suficiente para querer levar Carlos Vinicius a Portugal.

"Já quando estava aqui, me revelou que havia preparado tudo com essa esposa para desistir do futebol após aquele campeonato. Não estava satisfeito com o pouco tempo e queria sair", recorda Bruno Carvalho, então auxiliar da equipe portuguesa e responsável pelo treino dos atacantes na época que Vini chegou ao clube, em entrevista ao Maisfutebol, de Portugal.

Aos 22 anos, Vinicius rumou a Portugal em busca da última cartada: a segunda divisão portuguesa. Logo em sua estreia, um hat-trick contra o Leixões. Em 37 jogos, marcou 19 gols. O suficiente para o Napoli apostar em sua contratação por cerca de 4 milhões de euros (R$ 26,63 milhões, na cotação atual).

Como de costume, foi logo emprestado de volta para Portugal, aonde jogou pelo Rio Ave por uma temporada, aonde marcou 14 gols em 20 partidas.

No retorno ao Napoli, um novo empréstimo: dessa vez o destino era o Monaco, da França, por seis meses.

O nascimento do 'Vini da Pose'

Tudo começou no YouTube. O canal BitFut, comandado por Pedro Silveira, decidiu fazer um "Modo Carreira" no FIFA 19 com o Napoli e acabou descobrindo Vinícius. Então com uma nota geral de apenas 67, o jogador se destacou por uma foto muito estranha em seu avatar.

Por conta da pose do jogador na foto e o overall baixo, os mais de 500 mil seguidores do canal começaram a fazer campanha pela entrada do jogador e por uma comemoração com a pose de Kylian Mbappé, astro do PSG, em caso de gol no futebol virtual.

Como Carlos Vinícius não era conhecido, demorou para que as pessoas percebessem depois que a foto sequer era dele, mas sim de Vinícius Freitas, então jogador da Chapecoense.

A história virou meio que uma pequena lenda no canal e, finalmente, o primeiro gol e a comemoração aconteceram.

Depois do feito, os seguidores do BitFut começaram a fazer campanha no Instagram de Vinicius, o correto, para que ele comemorasse com a pose.

A primeira comemoração

A campanha ganhou proporções ainda maiores quando o perfil oficial do Monaco no Brasil anunciou a contratação de Carlos Vinícius com "tem que fazer a pose, Vinícius". E foi o que o Vini acabou fazendo.

Após balançar as redes pela primeira vez com a camisa do Monaco, Vinícius viu seu gol ser anulado, mas não antes de fazer a pose como uma forma de homenagear Mbappé, que foi revelado pela equipe.

Foi o suficiente, porém, para a imagem se espalhar entre os seguidores do canal e Vinícius adotar não só a comemoração, como o apelido.

A consagração no Benfica

Depois de uma boa passagem pelo Monaco, o Benfica decidiu pagar 17 milhões de euros ao Napoli e apostar no brasileiro. E a aposta não decepcionou.

Logo em sua estreia, diante do Paços Ferreira, Vinicius balançou a rede. Ao final da temporada, encerrou com ótimos números: 24 gols em 47 partidas pelos "Encanardos".

No final das contas, o brasileiro terminou o Campeonato Português como artilheiro: 18 gols, ao lado de Mehdi Taremi, do Rio Ave, e Pizzi, seu colega no Benfica.

A equipe da Luz, porém, bobeou na reta final e viu o Porto ultrapassar, terminando como grande campeão.