<
>

'Você não está mais no Brasil': como Jorge Jesus via o futebol nacional antes do Flamengo

play
No Resenha, Éverton Ribeiro revela próxima missão de Jorge Jesus para o Flamengo: 'Jogar de olhos fechados' (0:53)

Meia rubro-negro é o convidado do programa desta sexta-feira, às 22h (de Brasília), na ESPN Brasil e no ESPN App (0:53)

"Chegamos no Brasil e implementamos essa mentalidade no Flamengo. Hoje tem mais equipes fazendo isso no país, marcando alto, jogando no campo adversário. Os nossos jogadores já não sabem nem gostam de jogar de outra maneira", disse Jorge Jesus, depois da vitória sobre o Boavista, na última quarta-feira.

Foi apenas um dos elogios que o técnico português já teceu a seus comandados no clube rubro-negro. Disse também que seu time, hoje, joga do mesmo jeito contra o Barcelona ou o Boavista. Mas nem sempre foi assim que Jesus se imaginou trabalhando no Brasil.

Nos tempos de Benfica, clube ao qual o treinador segue sendo especulado como substituto para o lugar de Bruno Lage, os jogadores brasileiros ouviam uma bronca parecida, a cada vez que descumpriam qualquer orientação tática: "você não está mais no Brasil".

O zagueiro César Martins, ex-Flamengo, foi um dos que "sofreu" com o "Mister" na temporada 2014/2015.

“Eu tomei uma dura no meu primeiro minuto de treino. No Brasil, quando um zagueiro vai pedir a bola, ele dá uns passos para trás para receber e ter mais espaço. Eu fiz isso, mas o Jesus parou o treino na hora: 'Você vai aonde receber a bola? Lá no outro campo? É na mesma linha, miúdo! Você não está mais no Brasil’”, contou o defensor, aos risos, ao ESPN.com.br.

Outro “choque de realidade César sofreu em um clássico contra o Porto. Na ocasião, vitória do Benfica por 2 a 0, o zagueiro aplicou o que aprendeu no Brasil em um escanteio. Jesus não perdoou.

“No Brasil, os zagueiros têm o costume de ir para a linha do gol e ficar ao lado do goleiro e eu fiz isso. A bola entrou, mas o juiz anulou porque bateu na mão de alguém”, recordou.

“No dia seguinte, o Jesus veio par acima de mim na hora de mostrar o vídeo da partida para todo o elenco; ‘Tá vendo isso aqui? Você está achando que é goleiro? Artur, me dá as luvas que vou dar para ele. Você não está no Brasil. Você tem que sair na bola, não para o gol! Mas de resto, foi bem’ (risos)”, contou.

Outro que sofreu Victor Andrade, atacante revelado no Santos que chegou ao Benfica como uma grande promessa. Ele também escutou algumas broncas irônicas do treinador em um jogo-treino contra o Olympique de Marselha na França.

“O Victor pegou uma bola quase no meio de campo e chutou. O Jesus gritou do banco: ‘Tu és o Eusébio?’”, disse o zagueiro.

“Em um outro treino, o Victor estava correndo muito e se mexia demais. O Jesus parou, e disse; Você achou que está no Brasil? Você não é o Neymar, não. Vai para a tua posição’”, contou.

play
1:12

Pedro sorri ao falar de áudio vazado de jogador do Boavista e explica: 'O ritmo do Flamengo é muito alto'

Em áudio vazado, o lateral-direto Everton Silva, do Boavista, demonstrou incredulidade e espanto com o time comandado por Jorge Jesus: 'Mesma coisa que entrar no ringue com o Jon Jones e achar que vai ganhar, a derrota é certa'

Apesar das broncas, grande parte dos jogadores adora trabalhar com Jorge Jesus.

“Ele trata todos muito bem, não tem trairagem. Ele é muito especial por tudo que enxerga no jogo e o tira o máximo de você. Algumas pessoas não entendem, mas quem entende aproveita muito. Você pode até ficar bravo na hora com alguma coisa, mas no fim você vê que ele tem toda razão”, explicou.

Desde que chegou ao Flamengo, no ano passado, Jesus venceu o Brasileiro, Libertadores, Supercopa do Brasil e Taça Guanabara. Neste domingo, ele comandará o time rubro-negro nas semifinais da Taça Rio contra o Volta Redonda.