<
>

Ídolo do Palmeiras conta como era jogar com atual técnico do Barcelona: 'Craque, habilidoso e amante de xadrez'

Um camisa 10 elegante, calmo e fã de xadrez. Um goleiro com liderança, personalidade forte e que não aceitava derrotas. É assim que o ex-zagueiro Cléber, ídolo do Palmeiras, se recorda dos ex-colegas de Logroñés Quique Setién e Julen Lopetegui, respectivamente, treinadores de Barcelona e Sevilla, que se enfrentam nesta sexta–feira, por LaLiga.

O trio jogou junto na temporada 1991/92 pelo pequeno clube, que terminou na 11ª posição da elite espanhola. Os melhores resultados foram um empate com o Barça (2 a 2) e uma vitória contra o Real Madrid (1 a 0).

O brasileiro, revelado no Atlético-MG, conta que Setién, à época com 33 anos, foi um dos jogadores que mais o impressionou.

“Ele tinha uma qualidade técnica muito apurada. Era um meia magro e habilidoso, o articulador do nosso meio de campo. Todas as bolas passavam por ele”, contou Cléber ao ESPN.com.br.

O atual comandante do Barcelona, que fez carreira também em equipes como Racing Santander, Atlético de Madrid e Levante, tinha como grande passatempo um jogo de estratégia.

“No Brasil eu estava acostumado com baralho ou sinuca nas concentrações, mas na Espanha o pessoal curtia jogar xadrez. Uma vez no aeroporto, indo para uma partida, ele me convidou para jogar. Eu disse: ‘Setién, essa não é a minha praia. Só sei jogar damas (risos)’. O pessoal ficava em pé vendo os colegas jogarem”, recordou.

Mesmo elogiado como um jogador de qualidade, Setién fez apenas três jogos pela seleção espanhola e conquistou somente um título como profissional: Supercopa da Espanha (1985), pelo Atlético de Madrid.

Líder

Como goleiro, Lopetegui teve uma carreira mais conhecida. Revelado no Real Madrid, onde fez apenas uma partida oficial, ele passou depois pelo Las Palmas, antes de se destacar pelo Logroñés, no qual atuou entre 1991 e 1994.

Seu ótimo desempenho o levou a ser convocado pela Espanha para ser reserva de Zubizarreta na Copa do Mundo de 1994, nos EUA.

“Lopetegui era um cara mais ativo e ficava incentivando os jogadores a todo momento no vestiário. Ele queria ganhar todos os jogos”, contou Cléber.

Logo após o Mundial, ele foi contratado pelo Barcelona, onde ficou até 1997, mas sem conseguir assumir a titularidade.

“Nessa época, ele me mandou pelo Rivaldo uma camisa dele de goleiro, que guardo até hoje com carinho. Era um cara sensacional”, afirmou.

Em 1997, Lopetegui foi para o Rayo Vallecano, onde ficou cinco anos e virou ídolo antes de anunciar a aposentadoria,

Fora das quatro linhas

Quique Setién não comandou grandes equipes ou conquistou títulos relevantes antes de chegar ao Barcelona, em 2020.

Depois de ter trabalhado em Racing Santander, Poli Ejido, Guiné Equatorial, Logroñés, Lugo e Las Palmas, ele recebeu elogios pelo estilo de jogo que implementou no Betis.

“Nunca imaginava que um dia seria um técnico no nível que ele está. Fico muito feliz por tudo o que conquistou. Era um cara muito calmo e ponderado nas colocações, como é até hoje”.

Agora, Setién tem a chance de vencer LaLiga e mudar de patamar.

“Desde que ele assumiu o Barcelona, foi uma pressão muito grande por causa dos resultados. Ele teve um problema com o auxiliar e quase foi fritado por causa disso. Tiveram a humildade de pedirem desculpas e acho que isso amenizou a situação. Ele acreditou no trabalho dele e teve personalidade para manter. Torço muito para que consiga esse titulo espanhol e possa se firmar”, elogiou Cléber.

Lopetegui começou a carreira de treinador no Rayo Vallecano e passou pelo Real Madrid Castilla, seleções de base da Espanha e Porto, antes de assumir a seleção espanhola principal.

Depois de fazer ótima campanha nas Eliminatórias, foi demitido dias antes do começo da Copa do Mundo de 2018, depois que foi anunciado como futuro técnico do Real Madrid.

No Bernabéu, o treinador pegou uma equipe que havia sido tricampeã da Champions League e tinha perdido Cristiano Ronaldo. Depois de um começo recheado de maus resultados, ele foi demitido no meio da temporada.

Em 2019, Lopetegui foi contratado pelo Sevilla, que ocupa hoje a terceira posição em LaLiga, atrás somente de Barcelona e Real Madrid.

“O Setién e o Lopetegui são pessoas de caráter espetacular e que fazem grandes trabalhos”, finalizou Cléber.

O Club Deportivo Logroñés não está em atividade desde 2009. No total, foram nove temporadas na primeira divisão da Espanha.