<
>

Manuel Neuer, goleiro do Bayern de Munique, teve carreira salva por brasileiro

Reportagem publicada em 11/01/2015


O goleiro Manuel Neuer, detentor de praticamente todos os títulos possíveis com o Bayern de Munique, deve muito de seu sucesso a um preparador físico brasileiro.

O Campeonato Alemão está de volta aos canais ESPN. Clique aqui e veja a programação!

Trata-se de Elliot Paes, ex-preparador do Schalke 04. Quando trabalhou na equipe alemã, entre 2007 e 2008, ele conheceu o jovem arqueiro, que, à epoca, era apenas uma promessa.

O goleiro havia sofrido uma fratura no pé esquerdo e não conseguia se recuperar plenamente. Sentia dores a todo momento, que não sumiam de maneira alguma e ameaçavam seu crescimento no clube.

Recomendado pelo meia-atacante Lincoln, com quem Paes havia feito uma série de trabalhos específicos, Neuer aceitou passar por uma carga extra de trabalhos com o profissional brasileiro. O preparadpr não só acabou com as dores do goleiro como ainda o ensinou a jogar com os pés. Naquele tempo, o arqueiro ainda era "grosso", segundo conta Elliot.

"No Schalke, já existia essa filosofia dos goleiros trabalharem com os pés. Dos três goleiros que treinavam, porém, o Neuer era o pior com os pés. Ele tinha muita dificuldade, era 'grosso' na linha, não era um talento nato como o Rogério Ceni. Toda a evolução nos últimos anos foi fruto de muito treinamento e dedicação dele, que sempre quis mais", afirmou Paes, em entrevista à Rádio ESPN.

Hoje, Neuer é conhecido por atuar praticamente como um líbero nos jogos do Bayern de Munique, clube que o contratou em 2011, após o arqueiro passar praticamente uma vida no Schalke. O campeão do mundo frequentemente humilha atacantes rivais com dribles, e sabe sair jogando como poucos.

Para que ele chegasse a esse nível, Elliot Paes explica que fez uma espécie de aposta com Neuer, devido à descrença do goleiro no tipo de treino que foi proposto.

"Eu e ele começamos a fazer um trabalho à parte, para ele desenvolver força e ficar no mesmo nível que os jogadores de linha, apesar de ser goleiro. O mais curioso é que, no começo, ele não acreditava no que estava fazendo, falava assim: 'De que adianta fazer isso?'. Falei que isso ia trazer bons resultados para ele, mas o Neuer duvidou", lembrou.

Aos poucos, o goleiro viu que Elliot Paes estava com a razão.

"Uma vez, ele foi jogar com a seleção de base. Fiz uma espécie de aposta com ele para que melhorasse nos testes físicos. Quando ele voltou ao Schalke, me deu a luva que tinha usado na Alemanha, e falou, todo contente: 'Não só melhorei meu resultados, como foi um dos melhores alcançados pelos goleiros na história da seleção", celebrou o fisioterapeuta, orgulhoso do pupilo.

Desde então, Neuer só vem se destacando cada vez mais como "goleiro-linha". Segundo o brasileiro, muita desta evolução se deve ao tempo em que ele foi treinado por por Pep Guardiola.

"Uma coisa que chamou muito a atenção foi que ele me mostrou como havia evoluído. O [técnico Josep] Guardiola fazia um treinamento no qual o Neuer tinha que sair jogando sob pressão dos atacantes, e não podia dar chutão de jeito nenhum, tinha que devolver a bola rente ao gramado todas as vezes. Se devolvesse à meia-altura ou alta, o Guardiola mandava voltar, e dava bronca: 'Você precisa jogar bem com os pés, quero que você jogue bonito'", contou Paes.