<
>

Bundesliga: Lewandowski virou artilheiro do Bayern de Munique após adotar dieta maluca com atum no café da manhã

Um dos segredos para que Robert Lewandowski, artilheiro do Bayern de Munique com 40 gols na temporada, permaneça em grande forma é a alimentação diferenciada.

A ESPN Brasil e o ESPNApp transmitem o jogo dos bávaros contra o Eintracht Frankfurt, neste sábado, às 13h30 (de Brasília).

Sua esposa, Anna, é nutricionista (além de carateca profissional) e cuida da dieta do craque polonês. Cheia de restrições alimentares, a lista secreta dos alimentos proibidos e permitidos de "Lewy" foi revelada à ESPN.

Quem contou tudo sobre a "direta maluca" do camisa 9 foi o zagueiro brasileiro naturalizado polonês Thiago Cionek, que disputou a Euro-2016 e a Copa do Mundo de 2018 pela Polônia.

"Ele é um cara que tem fome de melhorar como jogador, e, para isso, tem uma dieta especial que a esposa dele faz. Ela é nutricionista e bem conhecida na Polônia. O Robert me contou inclusive que a grande mudança na carreira dele, que foi quando ele chegou ao topo por clubes e seleção, foi quando ele mudou radicalmente o que ele comia", conta Cionek.

"A mulher dele ajudou muito, e inclusive vários outros jogadores da seleção hoje seguem a mesma dieta, uns cinco caras. É uma maneira diferente de se preparar e alimentar, o que foi fundamental para ele como atleta. Nas concentrações, o Robert tenta transmitir esses benefícios para os outros jogadores", relata.

Em seguida, o defensor detalhou como é a alimentação do craque da Polônia.

"No dia do jogo, ele come muita proteína. E tem sempre atum no café da manhã, umas coisas meio doidas e bem específicas", revela.

"Além disso, ele evita tudo que tem glúten e lactose. No dia antes de jogar, depois da janta, ele ainda mata um prato de arroz doce pra encher de carboidrato e glicose para jogar no dia seguinte. Aí, na recuperação, vai muita verdura e abacate", diz.

Segundo Thiago, é notável que a dieta dá certo e faz a diferença.

"Com certeza esse cuidado com a alimentação ajuda. Todos os exames mostram que dá muito certo. Até porque ele joga mais de 50 partidas por ano e sempre em alto nível físico. Inclusive eu pego sempre alguns conselhos com ele", afirma.

Cionek também elogia muito o comportamento do colega de seleção fora de campo.

"Apesar de todo o sucesso que ele tem e do fato de ser um dos maiores atacantes do mundo, é um cara simples e muito humilde. Está sempre disposto a ajudar e todos nós o reconhecemos como nosso capitão natural. Ele nunca teve que forçar a liderança, é algo que ele tem dentro. Eu posso dizer que me sinto privilegiado de jogar com ele", exalta.

"A cada ano ele melhora os números dele. É um exemplo, porque busca sempre melhorar, mesmo já estando em nível altíssimo. Foi artilheiro das eliminatórias da Uefa e da Bundesliga. É um líder dentro e fora de campo e uma pessoa sensacional", acrescenta.

Na liga polonesa, joguei contra ele várias vezes, mas prefiro bem mais agora, que jogamos a favor (risos)", diverte-se.


Reportagem originalmente publicada dia 18/06/2018