<
>

Pia responde sobre responsabilidade em eliminação do Brasil na Copa do Mundo e cita duas falhas contra Jamaica

Em entrevista coletiva após a eliminação na Copa do Mundo feminina, a técnica da seleção brasileira, Pia Sundhage, analisou a queda precoce da equipe canarinho e falou sobre suas responsabilidades no resultado decepcionante.

A sueca explicou por que demorou tanto tempo para mexer no time durante o empate por 0 a 0 com a Jamaica, analisou a dificuldade em passar pela defesa da adversária e foi breve ao comentar sobre seu futuro como treinadora do Brasil.

Veja os principais tópicos da entrevista:

  • Por que demorou tanto para mexe no time?

"Essa pergunta sempre nos fazemos quando não funciona. Tem a ver com timing sempre. Algumas das situações ali na segunda metade poderiam ter sido melhores. Depois vem a discussão de quem vai entrar, tem pernas mais novas para o jogo. Quando temos o resultado, sabemos que talvez tenha sido um pouco tarde"

  • Por que Brasil demonstrou tanto nervosismo?

"Quando não conseguimos derrubar a defesa delas, ficamos um pouco mais estressadas. Quando ficamos estressadas, ficamos mais lentas e talvez ficamos com pouca coragem. Poderíamos ter tentado mais penetrações"

  • Qual sentimento deixa uma eliminação tão preoce na Copa?

"Muitos sentimentos. No vestiário nós vemos jogadoras tristes. No final das contas o resultado é de minha responsabilidade, não só minha também. Tem a ver com a forma como nós trabalhamos e nos preparamos. Isso é uma coisa que eu realmente tenho que se pensar se poderia ter feito diferente. Agora eu não tenho resposta para isso. Fizemos uma boa preparação, tivemos jogos, bons treinamentos e conseguimos chegar até aqui. Trabalhamos muito duro, mas no final das contas a defesa da Jamaica conseguiu deixar no 0 a 0. Não há uma distância muito grande entre o fracasso e o sucesso"

  • Quais foram as principais falhas do Brasil?

"Nós falhamos em duas coisas. Primeiro na velocidade de jogo e, segundo, quando você tem uma defesa tão compacta, é preciso usar a largura do campo. A forma como nós tentamos contornar isso e chegar ao objetivo final não funcionou como esperávamos"

  • Ficará no cargo após a eliminação?

"Meu contrato acaba dia 30 de agosto do ano que vem"


Com o resultado desta quarta-feira (2), a seleção brasileira voltou a cair na fase de grupos do Mundial depois de 28 anos.

A Jamaica, por sua vez, avançou ao mata-mata pela primeira vez na história.

Oitavas da Copa do Mundo feminina

  • Suíça x Espanha - 05/08 - Eden Park (Auckland)

  • Japão x Noruega - 05/08 - Wellington Regional Stadium (Wellington)

  • Holanda x África do Sul - 06/08 - Sydney Football Stadium (Sydney)

  • Suécia x Estados Unidos - 06/08 - AAMI Park (Melbourne)

  • Austrália x Dinamarca - 07/08 - Stadium Australia (Sydney)

  • Inglaterra x Nigéria - 07/08 - Lang Park (Brisbane)

  • França x 2º grupo H - 08/08 - Hindmarsh Stadium (Adelaide)

  • 1º grupo H x Jamaica - 08/08 - AAMI Park (Melbourne)