<
>

Neymar abre o jogo sobre por que quis sair do PSG para voltar ao Barcelona; pai foi contra

Neymar afirma que foi por 'se sentir melhor em outro lugar' que quis deixar o PSG para retornar ao Barcelona em 2019


Não é segredo que Neymar tentou deixar o PSG em 2019 para retornar ao Barcelona. A "novela" da janela de transferências, no entanto, teve o pai do craque contrário a mudança. O jogador relembrou os motivos por trás da tentativa de trocar de clube no documentário "O Caos Perfeito", da Netflix.

"Quando tomei a decisão que queria sair do Paris Saint-Germain, não foi por causa de torcedor ou clube. Foi porque vi que me sentia melhor em outro lugar", afirmou o jogador.

Já Neymar pai deixou clara sua posição. Contudo, como empresário do filho, ele também trabalhou para que o negócio com o Barcelona fosse concretizado. "Eu não queria que meu filho saísse do PSG. Mas eu trabalho para quem?", resumiu o agente.

O documentário que traz bastidores da vida e carreira de Neymar traz imagens de um jantar de do jogador, com amigos e o pai, no qual a possível transferência é assunto. Do lado oposto da mesa onde está o filho, o empresário analisa, sobre o clube espanhol: "O silêncio é bom, significa que estão pensando".

O negócio, porém, nunca saiu. Neymar seguiu no PSG, mesmo contra sua vontade. "Por mais que eu não queira estar no clube, por mais que eu não queria estar aqui, tenho que me sentir feliz, treinar e me preparar para jogar", disse ele, no documentário.

"Porque se eu jogar mal, não vão falar: 'Ah o Paris jogou mal'. Vai cair tudo nas costas do Neymar. Se perder na Champions, na liga, e eu estiver em campo. É Neymar primeiro, depois o resto da equipe. Sei da carga que carrego, da responsabilidade que eu tenho", seguiu ele.

Na temporada 2019/20, Neymar enfrentou resistência da torcida do PSG, principalmente nos primeiros jogos, sendo bastante vaiado. Foi naquele ano, porém, que o brasileiro liderou o time até a final da Champions League – o time foi vice-campeão, derrotado pelo Bayern de Munique.

"Eu nunca tive nada contra os torcedores do PSG, ou o próprio clube. Nunca foi isso. Muito pelo contrário, sou muito grato a eles. Estamos do mesmo lado, defendendo a mesma camisa. Estou aqui para ajudar", diz Neymar sobre a relação com o PSG no documentário.