<
>

Neymar quer mudar imagem para críticos e abre o jogo à ESPN sobre pressão: 'Eu sou muito forte'

play
Neymar de volta? Brasileiro mostra qualidade durante treino no PSG; VEJA (0:08)

Via @neymarjr | Em recuperação, atacante sofreu lesão no tornozelo e está fora dos gramados desde 28 de novembro (0:08)

Neymar concedeu entrevista exclusiva à ESPN e falou sobre como lida com a pressão 'por ser quem ele é'


Neymar tenta deixar de lado as críticas que já se tornaram habituais ao longo de sua carreira. Isso não quer dizer que o astro brasileiro não as escute e também fique triste com isso. Em entrevista exclusiva à ESPN, o craque abriu o jogo sobre como lida com tudo isso e admitiu: espera conseguir mudar sua imagem para quem costuma atacá-lo sem conhecê-lo.

“Óbvio que às vezes me sinto um pouco triste quando acontece algo assim, mas me sinto muito contente, muito feliz, porque quem me conhece de verdade sabe quem eu sou”, disse ele. “Encontrei muitos companheiros que não tenho muito para dizer, porque são perfeitos, amigos. E graças ao futebol conheci muitos assim”, completou.

O jogador do PSG está prestes a lançar um documentário chamado “O Caos Perfeito”, na plataforma Netflix, que mostrará bastidores da vida e carreira do atleta.

As pessoas que me conhecem de verdade sabem como sou, é o que importa para mim. E quem não me conhece, que falam mal, deixo de lado. Espero que vejam o documentário e possam mudar um pouco a ideia, a imagem que têm, e passar a gostar um pouquinho de mim.”

Mas qual o segredo de Neymar para lidar com as críticas? Ele não tem dúvidas. “É preciso ter a cabeça boa, blindada, para que não deixe cair, para que não baixe (a confiança). A família é muito importante, os amigos, meus companheiros, que estão por trás, para quando eu estiver triste um dia, eles possam ajudar, com uma palavra, um abraço ou algo para que eu me sinta bem.”

“Mas eu, de verdade, sou muito forte. Não só fisicamente, mas de cabeça. Há muita pressão por ser quem eu sou, por jogar onde jogo, por ser brasileiro. Mas minha cabeça é muito forte, trabalhei muito para ser assim. É uma coisa boa que tenho, não só o futebol, mas a cabeça bem centrada”, acrescenta.

Ao explicar a escolha pelo nome “O Caos Perfeito”, Neymar lembrou o acidente que sofreu quando ainda tinha poucos meses de vida, quando seu pai ainda era jogador. O carro no qual estava a sua família se chocou com outro automóvel. O então bebê sofreu apenas um corte na testa.

“Minha vida sempre foi assim. Desde quando tinha seis meses de idade, quando tive um acidente com meus pais. Ali começou todo o caos, logo nos recuperamos; comigo, não aconteceu nada. Depois, virei jogador de futebol. Tive muitas felicidades, mas também muito caos. Bom, dentro desse caos, tudo saiu perfeito. Porque minha vida é muito boa.