<
>

Entenda como Corinthians usou negociação com joia da base para aliviar dívida milionária por Luan

play
Corinthians: Torcedor que comemorou com Paulinho em 2012 volta a se emocionar e revela como foi reencontro: 'Ele quer ganhar títulos' (1:12)

Lucas Perassollo Vieira, de 38 anos, concedeu entrevista ao ESPN.com.br após reencontrar o volante no retorno ao clube (1:12)

O Corinthians envolver a troca de um jogador para conseguir abater uma parcela da dívida com o Grêmio pela compra de Luan


O acordo entre Corinthians e Grêmio sobre Janderson definiu que a equipe gaúcha vai arcar com 100% do salário do atacante.

A reportagem apurou que a diretoria do Timão não abriu mão de ceder todo o custo mensal do jogador, assim como já aconteceu quando Janderson foi emprestado ao Atlético-GO, na última temporada.

As atuações de Janderson pelo Dragão chamaram atenção de diversos clubes. O Grêmio venceu a concorrência, segundo a imprensa do Sul, devido a uma dívida corintiana referente a Luan.

O site GaúchaZH publicou a informação de que o Timão cedeu 20% dos direitos econômicos do atacante e ficou com 50%. Os 30% restantes pertencem ao Joinville.

Assim, o Corinthians teve uma dívida de 500 mil euros, cerca de 3,2 milhões, perdoada. O valor era referente a uma multa pelo atraso no pagamento integral da compra de Luan, já efetuada.

No fim de 2019, o Corinthians comprou 50% dos direitos econômicos de Luan e o tirou do Grêmio por R$ 28,9 milhões.

A informação sobre a negociação que envolveu Janderson casa com a declaração de Marcus Salum, coordenador de futebol clube-empresa do América, dada ao site mineiro Superesportes.

O Coelho pretendia comprar Janderson, quando soube que tudo já estava alinhado entre Corinthians e Grêmio.

“Eles (Corinthians) queriam vender, e nós fizemos proposta para comprar parte do passe. Como havia esse valor em aberto entre Corinthians e Grêmio, foi de conveniência os clubes se acetarem. Essa era uma contratação que eu gostaria de ter feito, mas não consegui”.

“Nós nos interessamos, mas o Grêmio tinha um crédito para receber do Corinthians referente ao Luan. Os dois clubes acabaram compondo, neste débito, parte do passe do Janderson. Foi uma pena, porque nós chegamos a fazer uma proposta. Até acertamos com o empresário do jogador, e praticamente tínhamos fechado, mas não conseguimos resolver o assunto com o Corinthians”.

Nem Corinthians nem Grêmio revelaram detalhes sobre o acordo ao anunciarem a transferência. A reportagem pediu esclarecimento a Roberto de Andrade, diretor de futebol do clube paulista, mas não obteve resposta.