<
>

Mundial de Clubes define classificados e só espera por Palmeiras ou Flamengo; veja detalhes e clubes garantidos

Al-Hilal venceu a Champions League da Ásia e conquistou vaga no Mundial, que aguarda apenas o campeão da Libertadores para conhecer todos os classificados


O penúltimo classificado para o Mundial de Clubes da Fifa foi definido nesta terça-feira (23). Na final da Champions League da Ásia, o Al-Hilal venceu o Pohang Steelers por 2 a 0, levantou o troféu e conquistou vaga no torneio intercontinental.

Com isso, só resta um lugar aberto no torneio: a do campeão da Conmebol Libertadores. Palmeiras e Flamengo disputam o título sul-americano e a vaga no Mundial no próximo sábado (27), às 17h (de Brasília), com transmissão AO VIVO pelo FOX Sports e pela ESPN no Star+.

Quem levantar a Libertadores fará companhia aos seguintes clubes: Chelsea (Europa), Auckland City (Oceania), Al-Ahly (África), Monterrey (América do Norte e América Central) e Al-Jazira (Emirados Árabes, país sede).

O torneio acontecerá em fevereiro, nos Emirados Árabes, e ainda não tem sorteio definido. O formato das edições anteriores, com jogos eliminatórios até a decisão do título, será mantido. Vale lembrar que os campeões europeu e sul-americano entram apenas na semifinal.

A ideia inicial da Fifa era adotar a fórmula com 24 participantes a partir deste ano, na China, mas a entidade desistiu por conta da pandemia. Além disso, a sede sofreu duas mudanças.

A princípio, o Mundial seria na China entre junho e julho. Em seguida, o torneio foi transferido para o Japão e seria realizado em dezembro. No entanto, o país desistiu por conta da pandemia. A realização coube aos Emirados Árabes, que deve receber os times provavelmente em fevereiro.

Após a desistência do Japão, em setembro, a Fifa chegou a receber propostas dos Emirados e da África do Sul, optando por realizar o campeonato no país do Oriente Médio. O Brasil também fez uma consulta informal, mas não oficializou o interesse em receber o Mundial.

Apesar do cancelamento do Mundial com 24 clubes em 2021, a mudança no formato do campeonato ainda está nos planos da Fifa. Com isso, a entidade tenta valorizar o campeonato que reúne os principais clubes de cada continente. A ideia da entidade é que a disputa aconteça de quatro em quatro anos.