<
>

Atlético-MG reclama, recorda Flamengo x Inter e detona árbitro: 'Espero que seja apenas incompetência, e não nada além disso'

Rodrigo Caetano reclamou de pênalti não marcado a favor do Atlético-MG contra o Atlético-GO e recorda polêmica entre Flamengo e Internacional do último campeonato.


Após a derrota por 2 a 1 para o Atlético-GO, neste domingo (17), o diretor de futebol do Atlético-MG, Rodrigo Caetano fez duas críticas à arbitragem da partida. Ele criticou a decisão do árbitro Raphael Claus de não marcar um pênalti a favor do time mineiro aos 6 minutos.

No lance, após cruzamento de Nacho, a bola toca no braço de Gabriel Baralhas dentro da área, mas após consultar o VAR, Claus não viu irregularidade e mandou o jogo seguir.

"Critérios existem para alguns, para o Galo, não. Ontem, vimos um pênalti igual ao que aconteceu hoje, e em Palmeiras e Internacional, hoje à tarde. Espero, sinceramente, que seja incompetência, não nada além disso'', disse Caetano antes de completar:

''Esse cidadão que apitou o jogo hoje foi o mesmo personagem que no ano passado apitou um jogo no Maracanã entre Flamengo e Internacional, onde ele foi chamado pelo VAR e expulsou um jogador do Inter no primeiro tempo. Esse ano somos nós que estamos na disputa'', afirmou o dirigente.

Rodrigo Caetano disse ainda que o Atlético vai pedir os áudios da cabine do VAR à CBF.

''Novamente nós vamos seguir o rito que a CBF e a Comissão de Arbitragem nos sugere, de podermos ouvir os áudios do VAR, para que, talvez, possamos entender algo que não entendemos'', finalizou.

A equipe de Cuca volta a campo na quarta-feira (20), para o jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, contra o Fortaleza, às 21h30, no Mineirão. Depois, recebe o Cuiabá, no domingo (24), às 16h, também em Belo Horizonte, pelo Brasileirão.