<
>

Otávio, do Porto, perdeu peso graças à 'bronca' de Dunga e hoje é jogador da seleção de Portugal

play
CRAQUE! Cristiano Ronaldo tira onda e faz golaço de cobertura no treino de Portugal; VEJA (0:18)

Via: @portugal | Portugal enfrenta a Irlanda nesta quarta-feira (1), pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 (0:18)

Depois de estrear com um gol no amistoso contra o Catar, Otávio tornou-se o oitavo brasileiro na história a ser chamado pela seleção de Portugal. O meia poderá ser utilizado pelo treinador Fernando Santos no jogo contra o Azerbaijão, nesta terça-feira, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.

Nascido em João Pessoa, na Paraíba, Otávio começou nas categorias de base do Santa Cruz-PE antes de ser aprovado em um teste no Internacional, aos 14 anos.

Chamado de Otavinho na equipe gaúcha devido à baixa estatura, o jovem foi indicado pelo técnico Clemer ao time profissional e depois promovido por Dorival Júnior. Aos 17 anos, estreou contra o Santos, em julho de 2012, no Campeonato Brasileiro.

O descuido com a forma física, no entanto, quase impediu que o atleta emplacasse no futebol profissional. Após passar por um período lesionado, que emendou nas férias, o meia ficou muito desanimado e voltou acima do peso aos treinos no começo de 2013.

Uma bronca do técnico Dunga, então comandante colorado, o fez entrar nos eixos.

"Ele disse que precisava me cuidar, que precisava cuidar do meu corpo, porque era meu instrumento de trabalho. E graças a essa conversa eu me motivei e sigo até hoje me cuidando demais, nunca mais deixei passar. O Dunga é um cara fantástico, e o agradeço até hoje. Quando você ouve algo assim de um capitão vencedor de Copa do Mundo, tem um peso ainda maior. Foi muito bacana, porque ele confiava em mim e demonstrava isso", afirmou à ESPN, em 2016.

Depois de entrar em forma, Otávio se destacou. O primeiro gol saiu contra o Cruzeiro, antes da parada para a Copa das Confederações de 2013.

Rápido e habilidoso, logo chegou à seleção brasileira sub-20, à época comandada pelo técnico Alexandre Gallo.

"É um bom garoto e bom jogador, já desempenhava bem no Inter. Ele estava convocado para o Sul-Americano de 2015, mas foi cortado por lesão durante a preparação. Ele está há muito anos no Porto e evoluiu bastante nos jogos que vi. É um jogador muito rápido e tinha uma característica parecida com a do Marcos Guilherme naquela época. Eles dividiam com o Kenedy e o Malcom o lado direito da seleção", disse o treinador ao ESPN.com.br.

Bicampeão gaúcho em 2013 e 2014, foi negociado com o Porto após mais de 60 jogos pelo Inter. Pouco depois de chegar ao "Dragão", foi emprestado por duas temporadas ao Vitória de Guimarães para ganhar mais experiência.

Ao voltar para o Porto, em 2016, ele se firmou como titular e virou um dos maiores destaques do clube.

Na última temporada, ele deu 12 assistências e fez cinco gols. Após ter sido especulado em Palmeiras e Milan, o jogador renovou contrato com o Porto até 2025.

Apesar de ter seu nome falado na seleção brasileira, Otávio nunca foi chamado pelo técnico Tite, o que abriu uma brecha para Fernando Santos convocá-lo em 2021 para Portugal.

Para Gallo, o jogador do Porto enfrentaria uma forte concorrência no Brasil, mas poderia ter espaço no elenco canarinho.

photo1>

"Depende do que o treinador vai querer montar. Isso é subjetivo porque cada um enxerga futebol de uma maneira. Vejo no Otávio muita capacidade técnica e de finalização. Ele é um meia que 'pifa' muito bem os companheiros e sabe fazer gol. Tem funções importantes. Evoluiu muito taticamente em Portugal porque os times jogam de forma muito compacta no sistema defensivo. Ele é um cara muito ofensivo, que puxa contra-ataques muito rápidos. É um bom atacante e pelo nível que está jogando serviria. É que o Brasil tem muitos jogadores de nível, mas era um nome a ser convocado", afirmou o técnico.

Você acompanha Otávio e o Porto no Campeonato Português pela ESPN no Star+. Clique aqui e tenha informações sobre como assinar.